Sócios do Vitória Sport Clube escolhem entre Júlio Vieira de Castro e Júlio Mendes
Sócios do Vitória Sport Clube escolhem entre Júlio Vieira de Castro e Júlio Mendes
Arquivo
Quinta-feira, Março 22, 2018

As eleições para o triénio 2018-2021 vão decorrer a 24 de março de 2018, no Pavilhão Desportivo da Unidade Vimaranense, entre as 9h e as 19h. Duas listas disputam a liderança do Vitória: a Lista A, designada por “Novo Vitória”, é liderada por Júlio Vieira de Castro e a Lista B, designada por “Contigo Vitória”, é liderada por Júlio Mendes.

Júlio Vieira de Castro apresenta-se como alternativa ao atual presidente do clube vimaranense. Defendendo que é “urgente pensar um Novo Vitória!”, critica a atual direção pelos “erros de gestão e planeamento desportivo”, afirmando que, no plano financeiro, “reina a opacidade e a desinformação”, referindo que nos negócios de compra, venda e empréstimo de jogadores, “não se conhecem contornos, valores, contrapartidas”.

O candidato da lista A aponta ainda o facto de a equipa principal ter “perdido a sua identidade, o seu ADN Vitoriano” e de se ter chegado “à situação de o Vitória Sport Clube se apresentar em campo nas competições europeias, pela primeira vez na sua história, sem um único jogador europeu/nacional”.

Por isso, defende que é “a hora de virar a página”, apresentando uma candidatura com “ambição” e “transparência”. O programa da Lista A assenta em nove áreas programáticas essenciais: Associados; Futebol profissional; Formação/academia; Modalidades; Área financeira; Património, infraestruturas e recursos; Marketing e área comercial; Comunicação e Cooperação institucional.

Para o futebol profissional a lista liderada por Júlio Vieira de Castro pretende, para este mandato, assegurar a presença do Vitória Sport Clube nas Competições Europeias, até ao final do mandato, colocar o Vitória Sport Clube a disputar uma classificação que permita o apuramento para a Liga dos Campeões e apresentará uma equipa para lutar pela conquista de Troféus Nacionais.​

Júlio Mendes, atual presidente do Vitória Sport Clube, recorda que, quando entrou no Vitória, há seis anos atrás, “o cenário era difícil” e que o seu compromisso era “devolver a estabilidade e a honra ao clube”, o que, como afirma, “foi conseguido”, tendo o Vitória “abatido 14,8 milhões ao seu passivo”.

Apesar de tudo, Júlio Mendes refere que esta situação económica não retirou a ambição, mas limitou “a capacidade de concretizar os sonhos”, o líder da Lista B, destaca, naturalmente, a Taça de Portugal que o Vitória venceu a 26 de maio de 2013.

Para este novo mandato, a Lista B avança com a criação do provedor do associado e com uma comissão para preparar as comemorações do centenário do clube que foi oficialmente fundado a 22 de setembro de 1922. Aposta no reforço da Academia VSC e a defesa de três pilares para todas as modalidades amadoras: sustentabilidade, ecletismo e responsabilidade social, como garantia de “uma oferta desportiva de alta qualidade à comunidade.

Defende a criação da “Academia 2022”, novo complexo desportivo, com o intuito de o atual complexo ser utilizado exclusivamente pelas equipas A e B. Como novidade, avança com a criação de uma equipa de futebol feminino. Uma aposta na valorização do património e a criação de um percurso museológico, são outras áreas que a Lista B pretende reforçar, sem esquecer uma vertente mais tecnológica, com uma aposta numa aplicação para uso dos sócios do clube.

Júlio Mendes defende que, depois destes anos em que o clube estabilizou, estão criadas as condições para uma aposta no reforço orçamental, permitindo que o Vitória passe a ter uma maior capacidade competitiva e a um nível mais elevado.

Podem participar no ato eleitoral os sócios efetivos (maiores de 18 anos) que apresentem a quota 02/2018. É obrigatória a apresentação do cartão de sócio e do cartão de cidadão / bilhete de identidade para exercer o direito de voto.