PUB
SNS24 Balcão disponível em mais freguesias de Guimarães
SNS24 Balcão disponível em mais freguesias de Guimarães
Segunda-feira, Fevereiro 1, 2021

Projeto desenvolvido em articulação com o Ministério da Saúde, ARS Norte e Câmara Municipal, arrancou em Brito e passou a estar disponível nas freguesias de Lordelo, Nespereira e UF Souto Santa Maria, Souto S. Salvador e Gondomar.

Guimarães passa a contar com mais três unidades de teleconsulta do SNS24 Balcão nas freguesias de Lordelo, Nespereira e UF Souto Santa Maria, Souto S. Salvador e Gondomar, depois da inauguração da primeira unidade a nível nacional na Vila de Brito, em dezembro passado. O surgimento de novos espaços visa facilitar o acesso dos cidadãos aos vários serviços digitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), de forma rápida, mais próxima e segura.

Os utentes têm a possibilidade de, através deste serviço, marcar consultas, renovar receitas de medicamentos, realizar teleconsultas, consultar resultados de exames, aceder aos guias de tratamento, avaliar sintomas, entre outras ações, destinando-se principalmente, aos cidadãos com pouca literacia digital, que não têm acesso a equipamentos tecnológicos ou à internet.

O Secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes, coordenou sexta-feira, 29 de janeiro, por videoconferência a sessão de inauguração de mais oito unidades do SNS24 Balcão no país, com destaque para três novos espaços em Guimarães.

“Quando estive na primeira inauguração em Guimarães dissemos que não queríamos ficar por aqui e é bom ver que estamos a inaugurar mais oito espaços”, expressou Diogo Serras Lopes. “Este é um trabalho conjunto que importa saudar a fim de garantir respostas mais eficientes e mais próximas dos cidadãos e que permitem ter acesso a melhores cuidados de saúde. Estamos a fazer coisas que vão ficar para além da pandemia”, sublinhou o Secretário de Estado da Saúde.

O Presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, vincou que “é essencial ter os serviços de saúde próximos e acessíveis” e enalteceu a estreita cooperação com a ARS Norte, ACES do Alto Ave e também o papel das Juntas de Freguesia. “Tendo em contas as dificuldades que vivemos em pandemia, sem certezas do piso a calcorrear, é importante cooperar muito. Com as nossas estruturas locais e nacionais de saúde devemos fazer este trabalho, porque as Juntas de Freguesia têm uma grande proximidade com as pessoas e sabem como ajudar tendo a confiança dos cidadãos. Além disso, temos Juntas de Freguesia com edifícios bem equipados e com capacidade para darem resposta na área da saúde e às necessidades do cidadão”, referiu Domingos Bragança.

Esta sessão contou ainda com as intervenções do coordenador da Região Norte no âmbito da declaração de Estado de Emergência, Eduardo Pinheiro, e do Presidente da ARS Norte, Carlos Nunes.