Serviço do Hospital da Senhora da Oliveira realizou operação pioneira
Serviço do Hospital da Senhora da Oliveira realizou operação pioneira
© Direitos Reservados
Terça-feira, Janeiro 15, 2019

Intervenção cirúrgica consistiu na aplicação de uma prótese com o objetivo de resolver um problema relacionado com a circulação sanguínea numa parte periférica do corpo do paciente. O implante desta endoprótese foi realizado pela primeira vez em Portugal.

Pela primeira vez em Portugal foi realizado um implante de endoprótese expansível por balão, operação que foi efetuada por uma equipa do Hospital Nossa Senhora da Oliveira, de Guimarães. Esta cirurgia foi realizada com o objetivo de tratar uma situação de aneurisma aorto-íliaco classificada como complexa. Este tratamento preveniu a circulação pélvica do doente.

Este procedimento, que consiste na incorporação de uma prótese no organismo do paciente é é indicada para o tratamento da doença arterial que afeta a parte periférica do corpo.

O diretor do Serviço de Angiologia e Cirurgia Vascular do Hospital de Guimarães, Amílcar Mesquita, refere que “a endoprótese em causa é uma combinação única que nos permite tratar uma boa parte dos doentes com anatomias complexas”, refere.

A médica Joana Ferreira, do Serviço de Angiologia e Cirurgia Vascular do Hospital de Guimarães, que acompanhou este tratamento garante que a intervenção deverá contribuir para a melhoria da qualidade de vida do doente, manifestando satisfação por estes procedimentos altamente diferenciados e especializados consigam corresponder às expectativas de resultados de tratamento dos doentes.