PUB
Secretário de Estado acredita que Guimarães tem projetos inspiradores para o país
Secretário de Estado acredita que Guimarães tem projetos inspiradores para o país
Sexta-feira, Julho 31, 2020

O Secretário de Estado da Economia, João Neves, acredita que Guimarães possui um conjunto de condições para que os seus projetos colaborativos sejam inspiradores para o país no âmbito da retoma económica depois da pandemia.

Essa ideia foi expressa esta quinta-feira à margem de uma visita que João Neves fez a Guimarães para marcar presença na apresentação dos Projetos Colaborativos do Plano de Ação do Gabinete de Crise e Transição Económica do município.

“Ter projetos de natureza colaborativa que sejam exemplares é algo que estou convencido vai acontecer aqui em Guimarães; Guimarães tem todas as condições para o fazer”, disse João Neves, fazendo alusão ao tecido empresarial vimaranense e também aos centros tecnológicos e estabelecimentos de ensino superior existentes no território.

Para que estes projetos possa ser uma realidade, João Neves assegura que “o estado tem obrigação de criar condições para simplificar o acesso às condições de financiamento, algo que acontecerá nos próximos quadros de financiamento que vão ser muito dirigidos para a investigação e conhecimento de natureza colaborativa empresarial, como os que foram apresentados” esta quinta-feira no Centro Cultural Vila Flor.

Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, abriu a sessão e deu conta que o futuro passa pela interação entre a ciência e a economia. “Nós queremos fazer parte desse futuro, motivo pelo qual a integração do conjunto de competências que temos no nosso território, e que será feita a partir de novas infraestruturas que serão criadas, é fundamental”, atirou.

Por sua vez, António Cunha, Presidente Executivo do Gabinete de Crise e da Transição Económica, referiu que Guimarães se vai esforçar para implementar de forma transversal os projetos apresentados. “Este é um desafio que queremos que seja consumado de um modo exemplar aqui em Guimarães”, frisou.