PUB
Responsabilidades pelo atentado ambiental na Ribeira da Agrela devem ser assumidas politicamente, defende coligação JpG
Responsabilidades pelo atentado ambiental na Ribeira da Agrela devem ser assumidas politicamente, defende coligação JpG
Sábado, Outubro 6, 2018

O vereador da coligação Juntos por Guimarães, Bruno Fernandes, defendeu que, caso se comprove a responsabilidade da Vimágua no derrame que causou a morte de peixe na ribeira da Agrela, a 28 de setembro, tal se possa traduzir na demissão do presidente da Vimágua

Bruno Fernandes referiu que, numa altura em que Guimarães prepara a sua recandidatura a Capital Verde Europeia, não se pode ter uma empresa municipal envolvida nestes atentados ambientais: “Caso se venha a verificar que uma empresa municipal, a Vimágua, seja responsável, terá de haver responsabilidades políticas no caso”, admitindo que o assumir dessas responsabilidades políticas se poderá traduzir na demissão do presidente da Vimágua.

Bruno Fernandes também fez questão de afirmar que a postura de Domingos Bragança não foi idêntica a casos semelhantes que aconteceram com privados e com as Águas de Portugal: “Noutros atentados ambientais, o presidente da Câmara quis impor nos responsáveis desses acidentes uma autoridade que não está a aplicar neste caso. Quando o privado e as Águas do Norte tiveram situações semelhantes a estes, a Câmara, de imediato, condenou o que aconteceu. Agora, ao que parece, este atentado resulta da Vimágua, diz, “vamos esperar para ver”.