PUB
Recolher cívico obrigatório e feira cancelada a partir desta quarta-feira
Recolher cívico obrigatório e feira cancelada a partir desta quarta-feira
Segunda-feira, Novembro 2, 2020

Entra esta quarta-feira em vigor a resolução do conselho de ministros extraordinário que teve lugar no passado sábado com o intuito de implementar medidas de combate à propagação da pandemia.

Foram determinados 121 concelhos, nos quais Guimarães está incluído, que por possuírem 240 infeções por 100 mil habitantes passam a estar em confinamento parcial, tendo de cumprir uma série de normas, tais como o dever cívico de recolhimento domiciliário, limitação a cinco pessoas de eventos e celebrações, teletrabalho obrigatório, encerramento até às 22horas de estabelecimentos comerciais, encerramento até às 22h30 dos restaurantes e proibição de mercados e feiras.

Esta renovação da situação de calamidade em todo o território nacional continental entra em vigor às 00hora do dia 4 de novembro de 2020, prolongando-se até às 23h59 do dia 15 de novembro de 2020.

Isto implica que esta segunda-feira ainda se realizou a feira semanal das Taipas, algo que está proibido para a próxima semana. A situação epidemiológica leva a que estas medidas sejam reavaliadas permanentemente, pelo que dados os números que se verificam no concelho a probabilidade é que a não realização de feiras assim continue.

Entretanto, a Associação de Feirantes do Distrito do Porto, Douro e Minho (AFDPDM) reagiu a esta medida, dizendo que os feirantes estão a ser “discriminados, perseguidos e estamos a ser aniquilados com a desculpa do Covid 19”.