PUB
Rafael Amâncio Silva tomou posse como comandante dos bombeiros de Caldas das Taipas
Rafael Amâncio Silva tomou posse como comandante dos bombeiros de Caldas das Taipas
Alfredo Oliveira
Sábado, Março 25, 2017

Tomou posse, a 25 de março, o comandante que substituiu Hermenegildo Abreu à frente da corporação dos bombeiros taipenses. Rafael Amâncio Coelho da Silva, 46 anos de idade, é o novo comandante. Ernesto Soares continuará como 2º comandante e o adjunto de comandante, tudo indica, será António Moreira da Silva.

A tomada de posse do novo comandante, como diz o ditado, foi uma sessão abençoada, pois não faltou a chuva que obrigou os presentes a terminarem a cerimónia no interior do parque das viaturas.

O novo comandante assinou uma Carta de Missão onde assume um compromisso de aposta na formação, na disciplina e na organização deste corpo de bombeiros voluntários. Este desígnio foi desde logo afirmado no primeiro ato de Rafael Silva ao saudar o estandarte da corporação.

Neste mandato de 5 anos, terá o comando de 125 bombeiros mais os infantes, cadetes e estagiários que estão num processo de formação, há quatro anos. Rafael Silva afirmou que será um mandato de continuidade e defesa do que de melhor é reconhecido aos bombeiros das Taipas: “Trabalhei com o comandante Hermenegildo todos os dias durante sete anos, por isso, acredito que será uma transição pacífica, onde a aposta é no que destaca os bombeiros de Caldas das Taipas, a formação e um corpo de bombeiros competente.

A linha de comando está definida. Como referiu Rafael Silva, continuará como segundo comandante Ernesto Manuel Figueiredo Soares e será proposto à direção o chefe António Moreira da Silva, para adjunto de comando, bombeiro com 33 anos de serviço de casa.

Nesta sessão, para além de toda a direção, marcou presença Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães; Joaquim Barreto, deputado à Assembleia da República; Pedro Lopes, diretor nacional de bombeiros da Autoridade Nacional de Proteção Civil, José António Beleza, comandante dos voluntários de Barcelinhos (em representação da Liga de Bombeiros Portugueses); Hermenegildo Abreu, comandante operacional distrital; Ricardo Costa, vereador da Câmara Municipal e Constantino veiga, presidente da Junta de Freguesia de Caldelas, entre outras personalidades.