Queixas da arbitragem levam Sandinenses a reunir com AF Braga
Queixas da arbitragem levam Sandinenses a reunir com AF Braga
Arquivo Reflexo
Segunda-feira, Abril 10, 2017

No centro de todo o descontentamento está a arbitragem do jogo FC Prazins Corvite / GDRC Os Sandinenses, que contou com quatro jogadores e um dirigente expulsos do Sandinenses. A partida terminou com um resultado de 1-0 favorável aos da casa.

As incidências do jogo FC Prazins Corvite / GDRC Os Sandinenses, realizado no passado dia 1 de abril, a contar para a jornada 22 do campeonato distrital da 1ª divisão, série C, da AF Braga e que terminou com a derrota da equipa de S. Martinho de Sande, por 1-0, está a gerar muita revolta no seio da Direção do Clube de S. Martinho de Sande.

Um desfecho que colocou o Sandinenses numa posição mais enfraquecida para a subida de divisão e que teve, para o lado da equipa de S. Martinho de Sande, quatro expulsões. Foi precisamente a arbitragem que levou a Direção do GDRC Os Sandinenses a apresentar, na AF Braga, num primeiro momento, uma exposição sobre os factos ocorridos com recurso a imagens de vídeo e mais recentemente, após conhecidos os castigos aos seus atletas e dirigente, um pedido de reunião com caracter de urgência e que se realizará esta segunda-feira, 10 de abril.

A Manuel Machado, presidente da Direção da AF Braga, os responsáveis do Sandinenses, entregarão pessoalmente, como referem em comunicado distribuído à imprensa, assinado por Ricardo Silva, presidente da Direção dos Sandinenses, “um dossier completo do referido jogo” e, ao mesmo tempo, “demonstrar a sua indignação perante os castigos aplicados”.

O Sandinenses manifesta “repúdio” pela forma como foram aplicados os castigos por parte do Conselho de Disciplina da AF Braga e garante estar já a trabalhar com o seu departamento jurídico para apresentar recurso das referidas decisões. “Levaremos o caso até às últimas instâncias, porque sabemos que a razão está do nosso lado, estivemos e estaremos sempre ao lado da verdade desportiva”, pode ainda ler-se no último dos dois comunicados distribuídos à imprensa sobre este assunto.

Recorde-se que o Conselho de Disciplina da AF Braga, aplicou uma pena de 30 dias de suspensão e 150 euros de multas ao Dirigente do Sandinenses João Araújo e aos atletas Leonel Mendes, 2 jogos de suspensão, Mário Duarte, 5 jogos de suspensão, a José Lopes e Agostinho Costa, 3 jogos de suspensão a cada um.