PS de Guimarães defende revisão do mapa de freguesias do concelho de Guimarães
PS de Guimarães defende revisão do mapa de freguesias do concelho de Guimarães
© Direitos Reservados
Quinta-feira, Março 28, 2019

A concelhia do PS de Guimarães quer abrir a discussão sobre a alteração da organização administrativa das freguesias no concelho. O tema foi levado à reunião desta organização partidária realizada no passado dia 26 de março.

Os socialistas vimaraneses entendem que a última reorganização de freguesias, com a criação 17 uniões e a passagem de 69 para 48 freguesias no concelho de Guimarães, não serviu as respetivas populações.

Esta reorganização administrativa, realizada em 2012, resultou na redução do número de freguesias em Portugal. Este dossiê foi na altura coordenado pelo ministro Miguel Relvas, do então governo liderado por Pedro Passos Coelho.

Agora, a propósito do anúncio por parte do governo de António Costa da elaboração de uma  nova lei-quadro para a criação de freguesias, o PS de Guimarães defende o retorno à anterior organização, com exceção das três freguesias que coincidem com a cidade de Guimarães.

O PS entende que, passada mais de uma década, é possível verificar que a solução atual, de redução de freguesias, não alcançou os objetivos propostos pelo projeto de Miguel Relvas, na medida em que não contribuiu “para uma maior escala na organização administrativa e em melhor serviço às populações, tendo diminuído a proximidade aos eleitos”.