PUB
O provedor do idoso existe para ajudar as pessoas
Quinta-feira, Março 30, 2017

Todos sabemos que é muito elevado o número de idosos que existem em todo o concelho de Guimarães, ou seja, 2l.647. Claro que estamos a considerar neste grupo todas as pessoas com 65 anos ou mais, e bem sabemos que é um exagero utilizar a expressão “idoso” quando falamos de alguém que tem entre 65/69 anos, que não é mais que um “jovem idoso”, e mesmo de alguém que tem entre 70/74 anos, que é simplesmente um “médio idoso”, e só depois, para aqueles que têm mais de 75 anos é que podemos verdadeiramente falar de pessoas idosas. Claro que a preocupação aumenta quando falamos de pessoas com mais de 65 anos, mas que vivem sozinhas ou acompanhadas de uma pessoa da mesma idade (normalmente cônjuge) ou de um familiar. E estão nessa situação, em todo o concelho de Guimarães, 2.995 pessoas! Mas se quisermos pensar somente nas freguesias do concelho que estão a norte de Caldelas, fixando uma linha recta a partir desta base, já encontramos cerca de 500 pessoas a viver nessas condições.

E isso já nos começa a preocupar, mesmo sabendo que cerca de metade (mais exactamente 192 pessoas) são acompanhadas no seu domicílio por Gestoras Sociais que integram o programa Guimarães 65+ que em boa hora a Camara Municipal desenvolveu em parceria com muitas Instituições Sociais do concelho. Precisamos de melhorar essa resposta, fazendo-a chegar a mais pessoas que vivem sós, para assim podermos sinalizar os seus problemas, as suas carências e necessidades.

É preciso que a sociedade de hoje reconheça a importância e valor dos nossos idosos, não só por tudo aquilo que realizaram ao longo da sua dura vida de trabalho, mas também pela sua actividade e presença nos dias de hoje no apoio à família (filhos/netos), indo busca-los à escola, levando-os à catequese e a outras actividades, fazendo refeições para todos, etc, etc,, particularmente por aqueles que ainda integram os grupos de “jovens e médios idosos”. Por tudo isso, a nossa gratidão tem de ser eterna!

O Provedor do Idoso tem, no mínimo, e em síntese, 9 grandes objectivos:
1 – Defender os direitos das pessoas idosas;
2 – Receber queijas, denúncias e reclamações relacionadas com as pessoas idosas e proceder ao seu encaminhamento para as entidades competentes;
3 – Averiguar as situações sinalizadas pelas pessoas idosas ou pela comunidade que possam indicar perigo;
4 – Acompanhar, até ao seu encerramento, cada um dos processos instruídos ou encaminhados, estabelecendo sempre que necessário a ligação com o interessado;
5 – Promover o desenvolvimento pessoal e social das pessoas idosas, a sua autonomia e a integração social;
6 – Intervir na tutela dos interesses das pessoas idosas, designadamente junto das diversas Instituições;
7 – Dirigir recomendações aos órgãos competentes, com vista à correcção de actos ilegais ou injustos inferidos contra as pessoas idosas;
8 – Procurar as soluções mais adequadas à tutela dos interesses legítimos dos cidadãos idosos e ao aperfeiçoamento da acção administrativa, em colaboração com os órgãos e serviços competentes;
9 – Assegurar a representatividade da população sénior na definição das políticas da autarquia.

É também nesse sentido que o Provedor do Idoso vai estar as manhãs de todas as Sextas-feiras na Câmara Municipal de Guimarães para atender, por marcação prévia, todos os idosos ou outras pessoas para tratar assuntos relacionados com idosos.

Este é um trabalho de absoluto voluntariado, e por isso sem qualquer tipo de remuneração, mas os nossos idosos merecem!