PUB
Projeto do Laboratório da Paisagem incluído no manual de boas práticas urbanas
Projeto do Laboratório da Paisagem incluído no manual de boas práticas urbanas
© Direitos Reservados
Quinta-feira, Novembro 14, 2019

Projeto pedagógico “Postais Ilustrados de Guimarães” integra um universo de 65 outros projetos, oriundos de 30 países, dedica-se ao estudo de como as crianças e jovens apreendem o espaço o urbano e como intervêm nele.

O projeto, coordenado e desenvolvido pelo Laboratório da Paisagem de Guimarães, parte da ideia de envolver a população mais jovem na reflexão das transformações da sua cidade ao longo dos tempos e de criar ideias para a transformação futura dos espaços urbanos. Tudo isto recorrendo a imagens contidas em postais ilustrados de várias épocas.

“Postais Ilustrados de Guimarães” tem como objetivos enfrentar os desafios existentes em ambiente urbano, ao nível social e ambiental. Esses desafios terão de incluir o potencial de capital humano das crianças e jovens, no sentido de envolver esta população nos processos de reflexão, para que possam ser, no futuro, agentes interventivos nas decisões sobre a transformação das cidades.

De acordo com Ricardo Nogueira Martins, investigador em Geografia, do Laboratório da Paisagem de Guimarães, trata-se de utilizar a criatividade das crianças e jovens no sentido de estimular a sua relação com território, partindo de uma análise sobre a evolução dos espaços urbanos que conhecem do dia a dia. Ao mesmo tempo, a atividade deverá promover o sentido de pertença e de identidade junto dos participantes.

O projeto vimaranense está incluído na publicação “The City at Eye level for Kids”, publicado pelo think tank STIPO, um gabinete holandês que se dedica ao desenho de estratégias de desenvolvimento urbano. O projeto foi desenvolvido no Laboratório da Paisagem, envolvendo para já cerca de 200 crianças e jovens, dos seis aos 14 anos de idade. O exemplo vimaranense é o único caso português, contido nesta publicação internacional dedicada à forma como as crianças e jovens olham para os espaços urbanos.

O projeto pedagógico “Postais Ilustrados de Guimarães” integra um universo de 65 outros projetos, oriundos de 30 países, sendo o único representante português numa publicação internacional. A ação é composta por sessões de cerca de duas horas, que são organizadas em quatro momentos. Os participantes são convidados a refletir sobre o conceito de espaço, de lugar e de paisagem. O postal ilustrado é usado como veículo de leitura da paisagem e da forma como esta evolui.

A cronologia dos acontecimentos urbanos é outro dos temas abordados na atividade. Finalmente, os jovens são desafiados a tornarem-se urbanistas e a desenharem o que idealizam para a cidade e para os seus espaços públicos, em cópias das imagens ampliadas dos postais.

Em novembro, o projeto será apresentado no fórum “Construir Cidades com as Crianças, Encontro de Experiências”, a decorrer na Universidade de Aveiro, no âmbito do Mestrado em Planeamento Regional e Urbano. Este encontro irá apresentar vários exemplos de como a população jovem poderá participar nos processos de transformação das suas cidades. O projeto “Postais Ilustrados de Guimarães” é ainda destacado pelo programa europeu URBACT, enquadrado na política de coesão da Comissão Europeia.