PUB
Ver carrinho “Jornal Reflexo #263” foi adicionado ao seu carrinho.
2020-07-loja-online

Jornal Reflexo #289

1.00 IVA incl.

Mais um ano, mais um ranking

Ponto prévio, apesar de toda a complexidade que envolve a análise dos dados dos exames nacionais, somos favoráveis à sua publicação.

Naturalmente, todas as escolas acabam por dar mais ou menos ênfase aos mesmos, dependendo dos resultados alcançados.

As próprias escolas e os seus docentes vivem num certo dilema, pois a legislação caminha num sentido e os exames caminham noutro. Simplificando, a legislação defende o desenvolvimento das competências dos alunos e os exames nacionais pretendem avaliar os conhecimentos.

Entre o não deixar ficar nenhum aluno para trás e o permitir “levar” todos os alunos a exame pode significar uma quebra de posição no ranking mais visível, aquele com mais repercussão na comunicação social e na sociedade, que é o da média das classificações.

O nosso entrevistado desta edição, Fernando Cunha, é detentor de uma das casas mais antigas de Caldas das Taipas, a Ourivesaria Central, com mais de 70 anos. Deu o “salto” para França aos 18 anos e regressou à vila em 1984, envolvendo-se na política partidária. Filiado no PS, esteve do lado de Francisco Teixeira, estando do outro lado António Magalhães.
Ler o Editorial na íntegra  

Alfredo Oliveira
Diretor

Categoria: Etiqueta:

Product Description

Mais um ano, mais um ranking

Ponto prévio, apesar de toda a complexidade que envolve a análise dos dados dos exames nacionais, somos favoráveis à sua publicação.

Naturalmente, todas as escolas acabam por dar mais ou menos ênfase aos mesmos, dependendo dos resultados alcançados.

As próprias escolas e os seus docentes vivem num certo dilema, pois a legislação caminha num sentido e os exames caminham noutro. Simplificando, a legislação defende o desenvolvimento das competências dos alunos e os exames nacionais pretendem avaliar os conhecimentos.

Entre o não deixar ficar nenhum aluno para trás e o permitir “levar” todos os alunos a exame pode significar uma quebra de posição no ranking mais visível, aquele com mais repercussão na comunicação social e na sociedade, que é o da média das classificações.

O nosso entrevistado desta edição, Fernando Cunha, é detentor de uma das casas mais antigas de Caldas das Taipas, a Ourivesaria Central, com mais de 70 anos. Deu o “salto” para França aos 18 anos e regressou à vila em 1984, envolvendo-se na política partidária. Filiado no PS, esteve do lado de Francisco Teixeira, estando do outro lado António Magalhães.
Ler o Editorial na íntegra  

Alfredo Oliveira
Diretor