PUB
2019-10-loja-online

Jornal Reflexo #280

1.00 IVA incl.

Novo ano letivo e o Pe. João Felgueiras

Neste novo ano letivo, naturalmente, o destaque vai para a nova EB 2,3 e para as políticas que a Câmara Municipal de Guimarães está a tentar implementar no terreno.

À conversa com Adelina Pinto, vereadora responsável pela área da educação, verifica-se que apesar dos investimentos realizados nos últimos anos, nem tudo está bem ou, pelo menos não se consegue agradar a toda a comunidade educativa.

O que se passou e passa com a EB 2,3 é um exemplo de alguma contestação, a que Adelina Pinto não foge e responde a todas as questões.

Não é a primeira vez que conversamos com o Pe. João Felgueiras, mas esta foi, sem dúvida, a que mais nos marcou. As suas memórias, com 98 anos de vida, são de alguém que viveu e ainda vive as histórias que marcaram a formação de Timor, desde as ondas de choque provocadas pelo 25 de Abril de 1974 naquele território, as divergências entre os grupos existentes em Timor, a invasão por parte da Indonésia, o referendo de 1999 e a destruição que se lhe seguiu e a independência em 2002.

Continuar a ler  

Alfredo Oliveira
Diretor

Categoria: Etiqueta:

Product Description

Novo ano letivo e o Pe. João Felgueiras

Neste novo ano letivo, naturalmente, o destaque vai para a nova EB 2,3 e para as políticas que a Câmara Municipal de Guimarães está a tentar implementar no terreno.

À conversa com Adelina Pinto, vereadora responsável pela área da educação, verifica-se que apesar dos investimentos realizados nos últimos anos, nem tudo está bem ou, pelo menos não se consegue agradar a toda a comunidade educativa.

O que se passou e passa com a EB 2,3 é um exemplo de alguma contestação, a que Adelina Pinto não foge e responde a todas as questões.

Não é a primeira vez que conversamos com o Pe. João Felgueiras, mas esta foi, sem dúvida, a que mais nos marcou. As suas memórias, com 98 anos de vida, são de alguém que viveu e ainda vive as histórias que marcaram a formação de Timor, desde as ondas de choque provocadas pelo 25 de Abril de 1974 naquele território, as divergências entre os grupos existentes em Timor, a invasão por parte da Indonésia, o referendo de 1999 e a destruição que se lhe seguiu e a independência em 2002.

Continuar a ler  

Alfredo Oliveira
Diretor