2019-09-loja-online

Jornal Reflexo #279

1.00 IVA incl.

Intervenções de reabilitação urbana em discussão pública

Termina a 17 de setembro a possibilidade de os cidadãos dizerem da sua justiça relativamente às quatro Operações de Reabilitação Urbana (ORU) que decorrem das Áreas de Reabilitação Urbana (ARU).

Recorde-se que a Câmara Municipal de Guimarães, na sua reunião ordinária de 2 maio de 2019, aprovou a Operação de Reabilitação Urbana (ORU) da Área de Reabilitação Urbana (ARU) do centro da cidade; Rua D. João I à Zona de Couros de modo a incluir as Zonas das Hortas e Cruz de Pedra, e na sua reunião ordinária de 18 de julho de 2019, aprovou as Operações de Reabilitação Urbana (ORU) da Área de Reabilitação Urbana (ARU) do Centro Cívico e Histórico de S. João de Ponte (com alteração dos limites da ARU), da Área de Reabilitação Urbana (ARU) do Centro Cívico e Histórico de S. Jorge de Selho (com alteração dos limites da ARU) e da Área de Reabilitação Urbana (ARU) do Centro das Taipas; Avenida da República à Rua da Charneca.

A autarquia pretende recolher contributos quanto à alteração e ampliação das áreas em causa. Com a aprovação destas ARU será, por exemplo, mais agilizado todo o processo ligado ao interesse público de intervenções urbanas.

Relativamente a Caldas das Taipas, está prevista a conclusão do grosso da intervenção no seu centro cívico para 2021, podendo chegar aos 5 milhões de euros. Em Ponte, está prevista a construção de um novo arruamento – uma ligação mais rápida entre a igreja e a EN 101, designada Avenida dos Tojais, bem como novos espaços de lazer junto ao rio Ave, mas também o aumento da construção junto a essa área.

Quem desejar dar o seu contributo ainda o poderá fazer junto do balcão de atendimento da Câmara Municipal, durante as horas normais de expediente ou através do endereço eletrónico geral@cm-guimaraes.pt.

Nesta edição recuperamos novas histórias de “um jovem com uma certa idade”. O professor Matos, prestes a completar 83 anos de vida, relembra nesta edição a sua passagem pela “universidade” do Pinheiral e a sua vida política em Caldas das Taipas.

A história da compra dos instrumentos da banda e a autorização da construção na área envolvente às termas marcam, sem dúvida, esta conversa mantida numa tarde de verão.

Continuar a ler  

Alfredo Oliveira
Diretor

Categoria: Etiqueta:

Product Description

Intervenções de reabilitação urbana em discussão pública

Termina a 17 de setembro a possibilidade de os cidadãos dizerem da sua justiça relativamente às quatro Operações de Reabilitação Urbana (ORU) que decorrem das Áreas de Reabilitação Urbana (ARU).

Recorde-se que a Câmara Municipal de Guimarães, na sua reunião ordinária de 2 maio de 2019, aprovou a Operação de Reabilitação Urbana (ORU) da Área de Reabilitação Urbana (ARU) do centro da cidade; Rua D. João I à Zona de Couros de modo a incluir as Zonas das Hortas e Cruz de Pedra, e na sua reunião ordinária de 18 de julho de 2019, aprovou as Operações de Reabilitação Urbana (ORU) da Área de Reabilitação Urbana (ARU) do Centro Cívico e Histórico de S. João de Ponte (com alteração dos limites da ARU), da Área de Reabilitação Urbana (ARU) do Centro Cívico e Histórico de S. Jorge de Selho (com alteração dos limites da ARU) e da Área de Reabilitação Urbana (ARU) do Centro das Taipas; Avenida da República à Rua da Charneca.

A autarquia pretende recolher contributos quanto à alteração e ampliação das áreas em causa. Com a aprovação destas ARU será, por exemplo, mais agilizado todo o processo ligado ao interesse público de intervenções urbanas.

Relativamente a Caldas das Taipas, está prevista a conclusão do grosso da intervenção no seu centro cívico para 2021, podendo chegar aos 5 milhões de euros. Em Ponte, está prevista a construção de um novo arruamento – uma ligação mais rápida entre a igreja e a EN 101, designada Avenida dos Tojais, bem como novos espaços de lazer junto ao rio Ave, mas também o aumento da construção junto a essa área.

Quem desejar dar o seu contributo ainda o poderá fazer junto do balcão de atendimento da Câmara Municipal, durante as horas normais de expediente ou através do endereço eletrónico geral@cm-guimaraes.pt.

Nesta edição recuperamos novas histórias de “um jovem com uma certa idade”. O professor Matos, prestes a completar 83 anos de vida, relembra nesta edição a sua passagem pela “universidade” do Pinheiral e a sua vida política em Caldas das Taipas.

A história da compra dos instrumentos da banda e a autorização da construção na área envolvente às termas marcam, sem dúvida, esta conversa mantida numa tarde de verão.

Continuar a ler  

Alfredo Oliveira
Diretor