PUB
Prémio História Alberto Sampaio 2020 atribuído a Alice Borges Gago
Prémio História Alberto Sampaio 2020 atribuído a Alice Borges Gago
© Direitos Reservados
Quarta-feira, Outubro 7, 2020

O Prémio História Alberto Sampaio 2020, instituído pelos municípios de Guimarães, Famalicão, Braga e pela Sociedade Martins Sarmento, foi atribuído a Alice Borges Gago.

Com o título “Gentes do Norte pela própria voz. Arquivos de Família da Região de Guimarães – Porto, séculos XV-XVII”, o trabalho de Alice Borges Gago foi então o vencedor, sendo que o júri, constituído sob a égide da Academia das Ciências de Lisboa, refere tratar-se de um “excelente” trabalho de investigação.

“Trata-se de um excelente trabalho de investigação que, a partir da criação de uma base de dados prosopográfica abrangendo a história dos arquivos de seis famílias de Entre-Douro e Minho, procede a uma análise do papel e importância de tais arquivos privados para a compreensão histórica dos processos de mobilidade, de ascensão e de consolidação do estatuto social das famílias analisadas (Valadares, Ribeiro, Magalhães, Carvalho, Cunha e Barreto) ao longo dos séculos XV a XVII. Para além da contribuição inovadora no domínio da historiografia arquivística, o trabalho de Alice Borges Gago enriquece o conhecimento disponível sobre temáticas fundamentais no domínio da história económica e social”, aponta.

O mesmo júri dá conta da ocorrência de várias participações no concurso, todas elas de relevo. Mantendo o sistema de rotatividade, a entrega do prémio realizar-se-á em Famalicão e o trabalho será publicado na Revista de Guimarães, tal como está estipulado no regulamento.