Poiares Maduro: “A crise na Europa é um crise da democracia”
Poiares Maduro: “A crise na Europa é um crise da democracia”
Quinta-feira, Janeiro 26, 2017

Ex-ministro do Governo de Pedro Passos Coelho mostrou-se reticente quanto ao futuro da Europa. Numa altura em que se cumprem 60 anos passos do Tratado de Roma, o ex-governante defende que é tempo para uma reflexão sobre o projecto europeu.

Foi num tom pessimista que Miguel Poiares Maduro falou do futuro da Europa, uma iniciativa que integra os Colóquios para a Cidade, na Assembleia de Guimarães. Para o professor universitário e ex-ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, “a crise na Europa é uma crise da democracia” porque “ainda não há resposta para os movimentos antagónicos”.

“Verificou-se durante 15 anos uma forte convergência entre Portugal e a União Europeia, que durou até 1998. A partir dos anos 2000, devido à incapacidade de nos tornarmos mais competitivos, em que não se podia desvalorizar a moeda, o país voltou a divergir da Europa”, lembrou Poiares Maduro, para quem “a população tem perdido a ambição de que, com a adesão à Europa, nos aproximaríamos a um estilo de vida mais desenvolvido”. “Deprime-me muito esta postura”, resume.

O ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, que tutelou a pasta da comunicação social entre 2013 e 2015, referiu que o Tratado de Roma, que deu origem à União Europeia, faz 60 anos. “É o momento de reflectir sobre o projeto europeu”, dizendo que a sua ineficácia reside no facto de “a política da UE é determinada pelos interesses políticos internos de cada país, o que torna impossível conciliar as diferentes vontades democráticas”.

Dando pistas para o futuro, realçou que “não devemos desvalorizar a capacidade humana de repetir erros trágicos”. “A Europa tem que ser capaz de manter a paz, promover o crescimento e a convergência e ser uma alternativa aos populismos. Tem que ter uma mensagem positiva e dar de novo a capacidade de sonhar aos cidadãos europeus: Se assim não for, temo pelo futuro da Europa”, pontuou.

A Miguel Poiares Maduro preocupa-o ainda as transformações económicas que resultam da globalização e da sociedade digital, que compara às mudanças trazidas pela revolução industrial.

A intervenção de Miguel Poiares Maduro integra o 3º Ciclo de Conferências dos Colóquios para Cidade, que está centrado na Europa, depois de já ter acolhido iniciativas com os motes “40 anos de Abril – Pontes para o futuro” e “Regiões e Desenvolvimento Regional”.