PUB
Piscina dos Bombeiros das Taipas sem condições para reabrir
Piscina dos Bombeiros das Taipas sem condições para reabrir
Bruno José Ferreira
Quarta-feira, Junho 3, 2020

Dando sequência a uma nova fase de desconfinamento, vários equipamentos desportivos do concelho de Guimarães já reabriram ao público, seguindo orientações específicas da Direção Geral de Saúde (DGS). A Piscina dos Bombeiros das Taipas não cumpre os requisitos para poder abrir.

São casos de equipamentos que vão reabrir a Academia de Ginástica, Complexo de Piscinas de Guimarães, Piscinas de Moreira de Cónegos e Brito, Centro Cultural Vila Flor e o Pavilhão Multiusos, neste último caso apenas para espetáculos de natureza cultural e artística.

A reabertura destas valências foi decretada por despacho do presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, dando conta que se mantém a “necessidade, por razões de saúde pública, de se observarem regras de ocupação, permanência e distanciamento físico, bem como regras de higiene indispensáveis à contenção da infeção”.

A piscina da Associação Humanitária dos Bombeiros das Taipas vai manter-se encerrada por não cumprir os requisitos necessários para poder abrir ao público, apurou o Reflexo. Questões como a existência de um só acesso, para entrada e saída, por exemplo põe em causa o cumprimento das normas, pelo que piscina continuará fechada.

Recorde-se que a referida piscina encontra-se encerrada há praticamente três meses, em virtude da pandemia. De resto, a mesma deveria ter entrado em obras no mês passado, tal como o Reflexo deu conta, mas a empreitada está agora em “stand-by”, tal como dá conta José das Neves Machado, presidente dos Bombeiros das Taipas, em declarações ao jornal Reflexo.

José das Neves Machado olha para o futuro da Associação Humanitária dos Bombeiros das Taipas como “sombrio”, em virtude da Covid-19, que congelou as receitas da associação. Pode ler a reportagem completa na edição de junho do Reflexo, que esta quarta-feira foi para as bancas.