Partidos com assento parlamentar já têm candidatos pelo círculo de Braga
Partidos com assento parlamentar já têm candidatos pelo círculo de Braga
© Direitos Reservados
Quarta-feira, Julho 24, 2019

As eleições legislativas estão marcadas para o próximo dia 6 de outubro. O círculo eleitoral de Braga irá eleger 19 dos 230 deputados nacionais. Os partidos lançam nomes para o Parlamento.

Todos os partidos atualmente representados na Assembleia da República já tornaram públicos os seus cabeças de lista pelo círculo eleitoral de Braga. PS e PSD, os partidos tradicionalmente mais votados, têm políticos vimaranenses à frente das respetivas listas.

Um dos primeiros nomes a ser conhecido é o de André Coelho Lima. O atual vereador do PSD na Câmara Municipal de Guimarães e membro da Comissão Política Nacional, desde o último congresso do PSD, fazendo parte da equipa de Rui Rio, irá liderar a lista por Braga em outubro.

Por sua vez, o PS indicou a deputada Sónia Fertuzinhos para a lista do círculo de Braga, abrindo assim o caminho para a oitava legislatura da vimaranense, que está no Parlamento há 24 anos. Da lista fazem também parte Luís Soares, presidente da concelhia do PS, que surge em sétimo lugar na lista, que inclui também o nome de Nelson Felgueiras.

De resto, a CDU terá como cabeça de lista Carla Cruz, que cumpriu mandatos nas últimas duas legislaturas, tendo sido eleita pelo círculo de Braga. O BE anunciou José Maria Cardoso em primeiro lugar da lista, que contará com a deputada municipal vimaranense Sónia Ribeiro, em terceiro lugar.

Pelo CDS foi anunciado o nome de Telmo Correia para encabeçar a lista por Braga. A escolha foi feita pela direção do partido, mas não reuniu a aceitação de todos os militantes, tendo havido críticas lançadas por dirigentes do partido a esta nomeação.

De entre os partidos políticos que têm atualmente assento no Parlamento português, também o PAN avançou com uma lista de um único elemento – Rafael Pinto será o candidato por Braga.

O Aliança, de Pedro Santana Lopes, lançou o nome de outro vimaranense – Luís Cirilo. Até se ter juntado ao Aliança, Cirilo foi um nome de relevo no PSD de Guimarães, tendo sido deputado na Assembleia Municipal de Guimarães até ter deixado o PSD. Foi governador civil de Braga entre 2002 e 2003.