PUB
Obrigada, Sr. Pe. Machado
Quinta-feira, Fevereiro 18, 2021

Enquanto taipense e sócia da Associação Humanitária dos Bombeiros das Caldas das Taipas (AHBVCT), tenho uma enorme gratidão ao Sr. Pe. Machado. Além da gratidão, cultivo também uma profunda admiração pela pessoa e pelo líder servidor que é. Recebi a notícia da sua demissão de Presidente da direção da AHBVCT com tristeza, embora compreenda que os excepcionais também têm direito ao descanso.

Longe de serem o único legado do Pe. Machado, os 28 anos em que esteve à frente da direcção da AHBVCT são um excelente exemplo da sua entrega, dedicação e serviço à comunidade.

Nestes 28 anos os Bombeiros cresceram e evoluíram a um nível que poucos acreditavam possível. A qualidade do seu corpo activo, o parque de viaturas e respectiva frota, que faz corar de inveja outras corporações, a Unidade Local de Formação, o quartel, a área administrativa, o pavilhão, as piscinas, o auditório, o museu. Os bombeiros têm condições que nenhuma outra instituição, pública ou privada, da freguesia tem.

O crescimento dos Bombeiros, sempre acompanhou as necessidades da vila e sempre procurou dar-lhes resposta sem pedir nada em troca, colaborando com todos, acudindo a qualquer um. É a associação mais emblemática das Taipas e os seus bombeiros levam, nas costas, o nome da vila a todo o país em serviço humanitário.

O trabalho que o Padre Machado deixa na AHBVCT é motivo de orgulho para todos os taipenses, e é-o ainda mais porque conseguiu-o sem abdicar da verticalidade, e desempenhando as suas funções sempre com uma nobreza que só os grandes possuem.

Em 2012 a Freguesia prestou-lhe uma merecida homenagem, com a entrega da Medalha de Honra e o título de cidadão Benemérito de Caldas das Taipas, reconhecendo publicamente a sua dedicação, sacrifício e abnegação em prol da nossa terra.

Recupero aqui o seu discurso, nesse dia, quando afirmava ser, fruto do seu temperamento, um elemento pernicioso para a AHBVCT, e explicava: “nunca aceitei por esmola aquilo que me seja devido por justiça, não é do meu feitio aceitar uma coisa dessas. Aquilo que deve ser recebido por justiça, nunca deve ser recebido como esmola. Numa das últimas reuniões, os meus pares votaram contra mim e acabei por aceitar. Esmola?! Não! precisamos que nos façam justiça.” (ver aqui)

Num concelho onde tantas associações e instituições estão sequestradas por interesses políticos partidários, os Bombeiros das Taipas são um oásis, persistindo mesmo injustiçados.

Apesar das pressões, chantagens e discriminações, a AHBVCT com o seu presidente à cabeça, sempre teve uma postura de correção e retidão, mantendo uma imparcialidade e distância dos interesses político partidários, resistindo à tentação de entrar numa batalha que não é sua. Mesmo quando muitos apareciam sem convite e impunham a sua presença.

Só os grandes líderes conseguem manter esta hombridade. A honra não tem preço e, com o Pe. Machado à frente, a AHBVCT nunca se vendeu. Tudo o que os Bombeiros conseguiram foi com o esforço do seu trabalho, e isso garantiu-lhes um sucesso maior e uma situação financeira muito mais confortável que a maioria das associações. Quem trabalha não depende, e os nossos Bombeiros nunca tiveram medo do trabalho.

Sem o Pe. Machado, assistiremos, provavelmente, a um “assalto” aos Bombeiros, por parte dos politiqueiros, e à tentativa de subjugar a Associação aos interesses partidários. Resta-nos esperar que o exemplo do Sr. Pe. Machado tenha deixado escola.