PUB
O mundo em ebulição
Quinta-feira, Novembro 19, 2020

Moçambique, as eleições na América e a Europa ás turras, novamente.
Decidi trazer-vos hoje uma crónica diferente do que normalmente vos trago.  Não vos vou falar apenas de um tema nem aprofundar nenhum em particular, fazendo antes um voo rasante sobre três pontos do mundo que merecem a nossa atenção mais imediata, deixando ainda no final algumas sugestões de leitura para outros dois temas relevantes do panorama internacional.

Moçambique – Terror em Cabo Delgado

A região de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, tem sido alvo de uma série de ataques terroristas. O problema não é novo, mas tem vindo a agravar-se, com o governo a dar a sensação de ter perdido por completo o controlo da situação. As notícias são escassas e muitas vezes carecem de confirmação, até porque tem sido negado o acesso dos meios de comunicação social, quer moçambicanos quer estrangeiros, à zona de conflito, mas os relatos do crescimento do Estado Islâmico, que faz já notar a sua presença no terreno há mais de três anos, são verdadeiramente grotescos, com histórias de decapitações em massa, ataques bárbaros a aldeias em catadupa e fuga massiva de pessoas para a capital da província, Pemba.

No que a este conflito diz respeito, é verdadeiramente ensurdecedor o silêncio da CPLP, Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, quando um dos seus estados membros se vê envolvido num dos conflitos mais sangrentos no pós-Guerra Civil. Salutar, por outro lado, a tomada de posição do Presidente Francês Emmanuel Macron, que se tem distinguido pela positiva no plano internacional.

Joe Biden eleito 46.º Presidente dos Estados Unidos da América

Depois de largos dias de contagem, e contrariando os meus medos mais profundos, Joe Biden foi eleito o 46.º Presidente dos EUA com relativa tranquilidade. Entretanto, o ainda Presidente Donald Trump, tem-nos presenteado com um triste espectáculo, recusando-se a assumir a derrota e alegando que as eleições foram truncadas pelos Democratas, cenário esse que se vai desmoronando dia após dia à medida que as ridículas acções interpostas em tribunal pelo seu exército de advogados vão caindo umas atrás das outras. As importantes eleições para o Senado estão ainda por decidir, uma vez que faltam ainda disputar duas eleições no estado da Geórgia, que irão definir se há empate no Senado (50-50), ou se os republicanos ficam em maioria, dificultando a vida ao Presidente Eleito, Joe Biden.

Veto na Europa

Hungria e a Polónia decidiram vetar o Plano de Relançamento da União Europeia para fazer face ás consequências da CoVid-19 (Next Generation EU) e, consequentemente, o seu Quadro Financeiro Plurianual, em retaliação pela inclusão de um mecanismo de condicionalidade ao cumprimento das regras do estado de direito. Os constantes atropelos ao estado de direito por ambos os países tem já vários episódios, mas a verdade é que tem faltado coragem por parte quer das instituições Europeias, quer por parte de grande parte dos Estados Membros, Portugal incluído, para fazer frente a Hungria e Polónia. Este veto vem não só colocar graves problemas aos estados membros, que lutam desesperadamente contra a pandemia da CoVid-19, mas também deixar a nu as fragilidades da construção europeia.

 

Outros temas importantes da agenda internacional:

Bielorrússia em convulsão

Terrorismo de volta à Europa