PUB
3 notas para 3 reflexões
Terça-feira, Fevereiro 2, 2016

1. Resultou da vontade dos portugueses a eleição de Marcelo Rebelo de Sousa como Presidente da Republica. Uma vitória do candidato Marcelo. Mas só dele, sem dar aso a aproveitamentos laterais ou segundas leituras.

Resultante de um trabalho continuado e consentido ao longo de décadas no horário nobre do noticiário de domingo, onde, sem contraditório e de forma evidente, teve a oportunidade de moldar, como se de um pedaço de plasticina se tratasse, as suas opiniões e a sua imagem por forma a obter esta vitória.

A constituição como que dá a liberdade ao PR de ser o PR que quiser. Da presidência aberta de Mário Soares à presidência mumificada de Cavaco Silva a amplitude é evidente. Caberá ao eleito escolher que PR quer ser, e, com um quadro político inovador como aquele que temos, a dúvida é saber que Marcelo teremos, até porque Marcelo não é igual a Marcelo.

2. Encontra-se neste momento o Governo de Portugal a discutir o Orçamento do Estado para 2016 com a Comissão Europeia.

Baseado numa visão da sociedade assente na melhoria da vida das pessoas, no crescimento económico e no combate às desigualdades, e por isso diferente da austeridade punitiva que imperou em Portugal nos últimos quatro anos e que domina ideologicamente a europa e as principais potencias europeias á mais de uma década, discute-se na UE mais que um mero Orçamento.

Testa-se, uma vez mais, do sentido atual do projeto europeu, do respeito pelos povos e pela sua vontade, do respeito pelas soberanias nacionais, da pluralidade de ideias e de opiniões e, em última instância, da validade do sistema democrático e da capacidade transformadora da política.

Uma coisa já ganhamos, um Governo que defende os portugueses e os seus interesses. Um Primeiro-ministro que negoceia e que não se apresenta como um mero lacaio subserviente o que, se não for por mais, já é muito.

3. Ótimas notícias para as Taipas e para os taipenses! Foi anunciado pela TaipasTermal a instalação de novos equipamentos no parque de lazer das taipas. A intervenção no polidesportivo e no parque de campismo estará concluída em cerca de um ano.

Trata-se de mais um capítulo do bom trabalho que a TaipasTermal está a levar a cabo na Vila das Taipas. Depois da recuperação dos Banhos Velhos e da excelência do edifício das Termas a intervenção no Parque de Lazer vem na hora certa enquanto contributo da nossa Vila para o objetivo comum que a CMG quer levar à prática em Guimarães: candidatura a Capital Verde Europeia em 2017.