PUB
Município de Guimarães lança plataforma de partilha de automóvel
Município de Guimarães lança plataforma de partilha de automóvel
© Direitos Reservados
Quinta-feira, Dezembro 28, 2017

Levantar o braço para pedir uma boleia era uma prática corrente, mas que tinha muito do que a nova plataforma lançada pela autarquia vimaranense recupera para aumentar a partilha de automóvel particular em viagens urbanas.

A Câmara Municipal de Guimarães lançou a plataforma “Guimarães À Boleia“, com o objectivo de promover e facilitar a partilha de automóvel em deslocações no concelho de Guimarães. A plataforma foi apresentada durante a Semana Europeia da Mobilidade, no dia 21 de dezembro.

Este é um modo de transporte ainda relativamente pouco explorado em Portugal, mas que está consolidado em alguns países europeus, como na Holanda ou na Suécia. O concelho de Guimarães torna-se pioneiro na exploração do conceito ao nível concelhio. Existem várias plataformas semelhantes, mas que operam numa base inter-regional. A plataforma funciona de forma subsidiária à plataforma boleias.net, que organiza boleias em território continental português.

A plataforma é de utilização gratuita, devendo os utilizadores efetuarem o registo. Quem quiser partilhar o seu automóvel nas suas deslocações no concelho de Guimarães terá necessariamente de se registar, criando um perfil. Neste perfil serão colocadas as deslocações para que possam ser pesquisadas pelos utilizadores que procuram deslocações.

A esta forma de deslocação são atribuídas vantagens diretas decorrentes da partilha dos encargos com a viagem. Outra das vantagens é a tendência para a redução de gases poluentes, à medida que se aumenta o número de ocupantes dos veículos. Alguns estudos apontam a redução da sinistralidade, decorrente da diminuição do número de veículos em circulação.

Mas também há desvantagens associadas a esta forma de transporte. O desconhecimento de quem pede e de quem dá a boleia pode ser um factor de dissuasor. As questões de cobertura de seguro de ocupantes de viatura, em caso de acidente de viação não são claras. Encontrar disponibilidade de viatura de acordo com o destino e com a hora tem sido apontado como um problema em soluções similares.

O modo de transporte começou por ser muito popular nos EUA nos anos 1980, embora o modelo pareça estar em decrescimento e à procura de novas formas de dinamização. No norte da Europa é já uma forma de transporte bastante utilizada inclusivamente em viagens com destino além da fronteira dos países de origem. Empresas como a Uber ou a Cabify tem como base a exploração comercial do mesmo conceito.