Município apoia acesso a medicação prescrita a cidadãos com carência económica
Município apoia acesso a medicação prescrita a cidadãos com carência económica
© Direitos Reservados
Quinta-feira, Março 29, 2018

Protocolo assinado pela autarquia e a Associação Dignitude dará resposta às carências existentes no acesso a fármacos, prescritos através de receita médica, por uma parte da população. O programa será executado através da Divisão de Ação Social.

Através de um protocolo assinado esta terça-feira, 27 de março, entre o município de Guimarães a Associação Dignitude os cidadãos com comprovada carência económica terão um acesso a medicamentos prescritos através de receita médica.

A Associação Dignitude é uma IPSS, que promove o Programa Abem: Rede Solidária do Medicamento. Através deste e desde maio de 2016 mais de 3000 beneficiários tivessem acesso à medicação de que necessitavam, num total de cerca de 51.000 medicamentos dispensados.

É desta forma garantida à população mais carenciada acesso aos medicamentos prescritos medicamente. A identificação e referenciação dos beneficiários do “Programa Abem” será assegurada pela Divisão de Ação Social da Câmara Municipal de Guimarães, que tem tem já identificada uma centena de pessoas que poderão beneficiar deste apoio.

Na sessão de assinatura do protocolo, o presidente Domingos Bragança salientou que o projeto “Abem” é um esforço de várias entidades para uma resposta firme e extensa, através da cooperação entre as instituições sociais e as de saúde, aos problemas do acesso às condições de saúde elementares, como é o caso do acesso aos medicamentos.

Estima-se que, em Portugal, um em cada cinco portugueses não tem acesso às terapêuticas que lhe são prescritas por falta de capacidade financeira.

Entre os promotores do Programa abem: Rede Solidária do Medicamento estão a Cáritas Portuguesa, a Plataforma Saúde em Diálogo, a Associação Nacional das Farmácias e a APIFarma.