Marem Ladson cumpre primeiro ciclo de curadoria no CC Vila Flor em Guimarães
Marem Ladson cumpre primeiro ciclo de curadoria no CC Vila Flor em Guimarães
© Direitos Reservados
Segunda-feira, Abril 22, 2019

Concerto de encerramento do primeiro ciclo de programação entregue a promotores vimaranenses levará a palco a cantautora proveniente da Galiza. Marem Ladson está a promover as canções do último disco lançado em 2018.

O tríptico de propostas musicais levadas ao Centro Cultural Vila Flor fica este sábado concluído com o concerto de Marem Ladson. A cantautora galega, com um álbum homónimo em carteira, lançado em 2018, deverá apresentar em Guimarães alguns temas do seu próximo lançamento. O concerto está marcado para sábado, 27 de abril, às 23 horas.

A escolha é desta vez da responsabilidade da associação Capivara Azul, depois de a promotora e editora Revolve ter sugerido Dada Garbeck e Jibóia e de a programação dos Banhos Velhos ter selecionado Sean Riley, a voz dos Keep Razors Sharp, que estiveram iniciamente programados, mas que tiveram de ser substituídos.

Com 21 anos, completos em outubro, Marem Ladson iniciou-se na escrita e composição de canções depois de ter posto as mãos na guitarra que lhe fora oferecida pelos pais aos nove anos. Foi desenvolvendo as suas capacidades movimentando-se nos domínios folk e pop, com influências assumidas de Bob Dylan, artista que Ladson admite ter sido a sua primeira grande referência musical.

Depois de ter passado uma temporada nos Estados Unidos da América, a nativa da cidade Ourense regressa à Europa e a Madrid para estudar Relações Internacionais. A atuação em pequenos palcos vai despertando a atenção e em 2017 dá-se a estreira nas edições com o lançamento do seu primeiro single – “All My Storms”.

O tema foi descrito pela autora, numa entrevista ao jornal espanhol El Pais, como um retrato de um episódio amoroso vivido durante a sua passagem pelo estado do Texas e pela cidade de Houston. Este tema, acabou funcionar também como avanço para o álbum que viria a seguir.

“Marem Ladson” sintetiza o conjunto de referências da cantora, que unem os universos de Laura Marling e de Regina Spektor. Numa produção sonora que estravasa a sua folk de partida, arrisca-se num registo pop-rock que, quando transposto para o palco lhe tem valido bons reparos.

Ladson já tocou em Portugal em 2018, durante a segunda edição do Gaia Todo Um Mundo, no mesmo cartaz onde se incluíam Live Low, Bombino, HÄEMA, Bruno Pernadas e Castello Branco. Os bilhetes para o concerto no Café Concerto do Centro Cultural Vila Flor já se encontram à venda.