PUB
Luís Soares defendeu no parlamento a comparticipação dos tratamentos termais
Luís Soares defendeu no parlamento a comparticipação dos tratamentos termais
© Direitos Reservados
Terça-feira, Novembro 10, 2020

Luís Soares defendeu no parlamento a importância do termalismo quer para a saúde quer para as economias locais em território do interior. O deputado interveio no debate da especialidade do orçamento de saúde, solicitando que Orçamento de Estado para 2021 contemple o prolongamento do regime de comparticipação de tratamentos termais.

“De acordo com os dados do setor o ano de 2019 foi desde 2010, ano em que foi eliminado o anterior sistema de comparticipações dos tratamentos termais, em que se registou pela primeira vez um crescimento do número de termalistas e também do volume de negócios em  cerca de 15%” explicando que essa razão esta medida teve um impacto muito positivo o que por si só seria suficiente para prolongar a medida”, começou por referir o presidente da Junta de Freguesia de Caldelas, no papel e deputado.

Para além destes dados, Luís Soares relembrou as quebras que também este setor enfrenta em virtude da pandemia. “Os estabelecimentos termais vivem uma realidade complexa porque para além da suspensão da atividade a que foram sujeitos diversos estabelecimentos de saúde, apenas reiniciaram atividade a partir de 15 de junho, tendo por esse motivo registado uma quebra acentuada da prestação de cuidados de saúde”, aponta.

Foram estes os argumentos que levaram Luís Soares, que já desempenhou funções na Cooperativa Taipas Turitermas, a defender o prolongamento do regime de comparticipação de tratamentos termais.