PUB
Livro da autoria de escritora taipense apresentado na Junta de Freguesia
Livro da autoria de escritora taipense apresentado na Junta de Freguesia
© Direitos Reservados
Quinta-feira, Março 1, 2018

Lançado em fevereiro, o livro procura resgatar e manter viva junto das crianças a tradição minhota do lenço dos namorados. A sessão de apresentação do livro contará com a presença das autoras (escritora e ilustradora) e terá uma atividade dirigida aos miúdos.

Natural de Caldas das Taipas, Catarina Saavedra editou o livro “Namoras Comigo?”, que foi lançado inicialmente em fevereiro, pela editora Bicho Bravo. A acompanhar o texto de Catarina Saavedra estão as ilustrações de Sílvia Abreu. As autoras procuram recuperar uma tradição antiga dos Lenços dos Namorados, anterior à instituição em Portugal do Dia dos Namorados.

Inserido no programa Namorar Portugal 2018, criado pelo município de Vila Verde, o livro procura resgatar para junto dos mais novos uma tradição antiga, com origens no século XVIII. É este também o objetivo do programa Namorar Portugal, que pretende manter vivo este símbolo da identidade cultural do Minho, “um dos mais fortes representantes do artesanato português”.

Numa iniciativa da Junta de Freguesia de Caldelas, o livro será apresentado numa sessão a decorrer no dia 3 de março, às 17 horas, na sede da Junta de Freguesia de Caldelas. Além da apresentação do livro, está programada uma atividade dirigida às crianças, que serão convidadas a colorir representações em papel dos Lenços dos Namorados.

Sobre a narrativa, “Namoras Comigo?” conta a história do amor correspondido entre Maria e do Manel, alimentado pelas tradições da região minhota e por toda a sua riqueza imaterial. Estas são personagens de uma história de amor, que pretende sensibilizar crianças e adultos para esta tradição.

Os Lenços dos Namorados eram bordados com cores vivas pelas raparigas num pano de linho ou de algodão, normalmente com mensagens românticas em verso. Depois de costurado e bordado, o lenço era entregue ao respetivo amado, muitas vezes em segredo. No caso deste o usar em público, isso significaria correspondência de sentimento e consequente início de namoro.