José das Neves Machado é candidato às eleições dos bombeiros taipenses
Sexta-feira, Novembro 18, 2016

Apenas uma lista foi presente à mesa da Assembleia Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários. José das Neves Machado reconsiderou a sua decisão anterior e apresenta-se para novos três anos à frente da instituição.

José das Neves Machado, 80 anos, lidera a Direcção da única lista apresentada às próximas eleições dos corpos gerentes da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntárias das Caldas das Taipas.

Padre Machado, como é commumente conhecido, por várias ocasiões tinha referido que não se voltaria a candidatar. Contactado pelo Reflexo, José das Neves Machado mantém a opinião de que “a longa estadia no cargo de presidente da Direcção tem mais inconvenientes do que vantagens”.

No entanto, o facto de não ter aparecido uma alternativa capaz de garantir a estabilidade da instituição, terá levado o José das Neves Machado a avançar para um derradeiro mandato. Este será o nono mandato consecutivo, tendo o primeiro sido o triénio 1993/1995.

O actual presidente da associação explica que o actual mandato deveria ter sido de transição, mas percebeu que as pessoas que se perfilavam não se apresentaram disponíveis, na altura de elaborar a lista.

José das Neves Machado confessa que não gostaria de ver a associação das Taipas com uma situação semelhante a congéneres na região: “esta é uma casa que pensa com duas cabeças [direcção e corporação] e é preciso equilíbrio para que haja estabilidade”, explicou. A corporação das Taipas tem sido, nesse aspecto, exemplar.

Houve ainda um outro motivo que o levou a reconsiderar, que foi a obra de construção do museu, que se iniciou no princípio do mês de Novembro. Terminada esta obra, poderá pôr o seu lugar à disposição, em função da sua saúde.

A lista liderada por José das Neves Machado foi assim a única apresentada à mesa da Assembleia Geral no prazo definidos estatutariamente. Soubemos, entretanto, que Joaquim Pedro Martinho da Silva, presidente deste órgão, apresentara a demissão no dia 11 de Novembro, dias antes do término daquele prazo para apresentação das listas.

O presidente da Assembleia Geral demissionário manifestou que não iria divulgar as razões concretas que terão justificado a sua demissão. No entanto, afiança que a decisão de não integrar qualquer lista concorrente à eleição já tinha sido tomada antes da sua demissão.

Pedro Martinho aproveitou para expressar publicamente “a enorme honra, prazer e satisfação que foi trabalhar, durante dezoito anos consecutivos, em prol de tão prestigiada e grandiosa associação”. Agradeceu ainda “as oportunidades que lhe foram sendo dadas” e concluiu desejando “os maiores sucessos para o futuro da Associação, por quem continuará a manter um enorme e especial carinho”.

José das Neves Machado preferiu igualmente não comentar o pedido de demissão do presidente da Assembleia Geral, com quem trabalhou nos últimos cinco mandatos. Referiu apenas que teve pena de não poder continuar a contar com Pedro Martinho, vincando a dedicação manifestada nos últimos anos pelo presidente demissionário.

As eleições para os órgãos gerentes da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários das Caldas das Taipas realizar-se-ão no próximo mês de Dezembro. Em data ainda não tornada pública.