JOM inaugura a primeira unidade fabril de mobiliário e a sua nova sede
Quinta-feira, Dezembro 22, 2016

Nova unidade fabril, localizada no parque industrial de Ponte, irá produzir modelos com design próprio e garantir o fornecimento das lojas da marca.

O Ministro da Economia esteve presente na inauguração destes dois novos projetos da JOM. Manuel Caldeira Cabral afirmou que se tratava de um “bom exemplo de uma empresa que já estava afirmada na área da comercialização por todo o país, que quer afirmar-se na indústria e que pretende alargar a sua influência para o mercado externo”.

Manuel Caldeira Cabral destacou a importância das novas valências inauguradas que irão permitir aumentar a eficiência e tornar a empresa mais competitiva, acrescentando que a JOM “soube e sabe ser como as melhores do setor” e que a sua atuação contribui para que o “concelho de Guimarães seja mais competitivo e Portugal mais próspero”.
A nova unidade fabril, localizada no parque industrial de Ponte, irá produzir modelos com design próprio e garantir o fornecimento das lojas da marca. E foi por aqui que começou a visita do Ministro da Economia. Depois de uma passagem pelas diferentes zonas de produção, os convidados deslocaram-se ao novo espaço onde passará a funcionar a sede desta empresa. Este novo centro de decisão, localizado muito próximo da loja existente em Ponte, permitirá coordenar e apoiar as 18 lojas da JOM espalhadas por todo o país.

Joaquim Oliveira Mendes, empresário que começou a empresa, fez questão de recordar os tempos iniciais da história da JOM que, como referiu, se confundem com a sua história de vida. Recordou o seu primeiro trabalho como eletricista, aos 18 anos, a criação de uma empresa de instalações elétricas, aos 20 anos, e a abertura da primeira loja com 100 metros quadrados na Avenida da República, em Caldas das Taipas. A partir de 1985, Joaquim Oliveira Mendes começou a importar e a revender para outras empresas de eletrodomésticos. Na segunda metade dos anos noventa, registou-se a grande mudança nos horizontes da empresa, a expansão pelo país e a incorporação na empresa da venda de móveis e de todo o material para o lar.

Dessa altura até aos dias de hoje, a JOM abriu mais 15 lojas, conta com 350 colaboradores e tem prevista até final de 2016 uma faturação de 40 milhões de euros. Em fase de licenciamento estão mais três lojas, na Guarda, Vila Real e no Porto e a empresa prevê ainda aumentar o centro logístico de Santarém, em mais de 5 mil metros quadrados, tem em conclusão um empreendimento turístico no Porto e um projeto de hotelaria e restauração em Sintra, tudo junto representa um investimento superior a 27 milhões de euros.

Domingos Bragança, presente nesta inauguração, realçou a história de sucesso da empresa “construída na base de muito trabalho e com uma grande visão comercial. A competitividade da empresa que todos conhecem é suportada no trabalho de equipa, na inovação, na criatividade e na coesão do grupo de trabalho”. O Presidente da Câmara salientou o quadro de incentivos ao investimento que a Câmara coloca ao serviço dos empresários, para tornar o concelho mais atrativo e competitivo.