PUB
Inscrições para a Oficina Excêntrica começam já amanhã
Inscrições para a Oficina Excêntrica começam já amanhã
CCA
Segunda-feira, Abril 10, 2017

Taipas, Briteiros, Ponte, Pevidém e S. Torcato são os cinco pontos difusores de um novo projeto de descentralização cultural apresentado esta segunda-feira, 10, na Câmara Municipal de Guimarães. As inscrições para as oficinas de formação artística informal começam já amanhã e podem ser feitas on-line.

oficinaexcentrica@cm-guimaraes.pt ou através do formulário on-line disponível em www.cm-guimaraes.pt são os endereços através dos quais é possível inscrever-se na Oficina Excêntrica, um projeto concebido pela atriz vimaranense Cristina Cunha e que vai arrancar sob o tema “Da Plasticidade dos materiais ao corpo plástico”. Será possível trabalhar a plástica dos materiais (figurinos, adereços, máscaras e marionetas), assim como a plasticidade do corpo.

As oficinas, que decorrem entre 19 de abril e 25 de julho e de 22 de setembro a 22 de dezembro, acontecerão uma vez por semana em horário diurno nas freguesias que integram o projeto – Taipas (local a designar), Briteiros (Casa do Povo), Ponte (EB 2,3 Arqueólogo Mário Cardoso), Pevidém (EB 2,3 Pevidém) e S. Torcato (EB 2,3 S. Torcato). Há ainda uma alternativa de horário noturno, uma vez por mês.

“O objetivo não é ir a palco mas percorrer o processo de experimentação com as pessoas”, focou Cristina Cunha, apontando, contudo, as datas de 05 a 11 de julho para a apresentação dos trabalhos à comunidade. De 06 a 12 de dezembro, está marcada a apresentação final de trabalhos das oficinas.

A Oficina Excêntrica propõe-se a proporcionar cursos e oficinas de formação artística informal, Câmara diferentes áreas artísticas integradas, para todos os públicos e idades. Pretende-se ainda que circulem as criações artísticas entre as freguesias do projeto, com colaborações e intercâmbio artístico, incluindo programas de inserção social pela criatividade.

Num “processo de democracia cultural”, José Bastos, vereador da Cultura, vincou que, apesar de ser um projeto com identidade própria, integra um “puzzle” onde estão as Atividades de Enriquecimento Curricular – neste momento há mais de dois mil alunos que têm contacto com as artes performativas – as Oficinas do Teatro Oficina (OTO’s) e o programa ExcentriCidade.