PUB
IMPACTA volta a financiar projetos culturais com cerca de 300 mil euros
IMPACTA volta a financiar projetos culturais com cerca de 300 mil euros
DR
Quinta-feira, Fevereiro 18, 2021

Depois do apoio a 123 candidaturas com 308 mil euros no segundo semestre do ano passado, o programa municipal de apoio à cultura financia 90 candidaturas com 303 mil euros na primeira metade de 2021.

Apresentado há cerca de um ano como o novo regulamento de apoio à cultura em Guimarães, o IMPACTA financiou 123 candidaturas a projetos com 308 mil euros na segunda metade de 2020 e volta a fazê-lo para o primeiro semesre deste ano; a Câmara Municipal formalizou, nesta quinta-feira, uma verba de 300 mil euros para 90 candidaturas oriundas de criadores e de associações culturais, adianta uma nota de imprensa da autarquia.

“A Câmara Municipal de Guimarães reforçou o apoio às atividades culturais ao atribuir um total de 303.138,00€, através do IMPACTA, para o primeiro semestre deste ano, depois de ter atribuído um valor da mesma ordem de grandeza para o segundo semestre de 2020”, lê-se.

O financiamento do IMPACTA – acrónimo de Investimento Municipal em Projetos e Atividades Culturais, Territoriais e Artísticas – destina-se a projetos de criação artística, a atividades Culturais, a edições literárias e musicais, a projetos de investigação, e a iniciativas de circulação nacional e internacional, informou o município. O apoio inclui ainda protocolos de descentralização cultural para com todo o território vimaranense.

Presente na sessão de formalização do financiamento, o presidente da Câmara realçou que este é o “apoio possível para incentivar as instituições vimaranenses e os artistas locais” num “período difícil devido à situação de pandemia”. “A cultura deve estar sempre presente, como um sinal de transformação e de esperança que pretendemos assinalar no presente e futuro”, sublinhou Domingos Bragança.

Já a vereadora com o pelouro da Cultura, Adelina Paula Pinto, realçou que o investimento procura “garantir que a cultura em Guimarães” é “cada vez mais diversificada e qualificada”.