PUB
Hospital Senhora da Oliveira vai monitorizar causas dos acidentes domésticos
Hospital Senhora da Oliveira vai monitorizar causas dos acidentes domésticos
Sábado, Junho 9, 2018

Registo de acidentes domésticos e de lazer no Serviço de Urgência irá contribuir para determinar a frequência e as tendências dos acidentes e das suas diversas formas, bem como as características das vítimas, das situações e dos agentes envolvidos.

O Hospital de Guimarães irá passar a fazer parte de uma rede que recolhe e analisa notificações no serviço de urgência. O objetivo é avaliar as causas dos acidentes domésticos e perceber com que frequência é que ocorrem.  Este sistema de vigilância de acidentes domésticos, chamado EVITA, tem como objetivo conhecer as situações e condições de risco, para posteriormente trabalhar ao nível da prevenção.

Para integrar o programa, os Assistentes Técnicos do seu Serviço de Urgência estão a participar numa formação, para dotar estes técnicos das competências necessárias para poderem efetuar a avaliação de uma forma eficaz, através do registo de casos no sistema informático.

Para a diretora clínica do Hospital Senhora da Oliveira uma parte dos acidentes domésticos são relativamente fáceis de evitar. Maria José Costeira entende que estes acidentes “levam à morbilidade e a perdas no nível de qualidade de vida, podendo significar maiores gastos em termos de saúde”.

O sistema tem a designação de EVITA (Epidemiologia e Vigilância dos Traumatismos e Acidentes) e é coordenado pelo Departamento de Epidemiologia do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), em colaboração com a Administração Central dos Sistemas de Saúde (ACSS).

Os acidentes domésticos e de lazer são considerados pela Organização Mundial de Saúde como um grave problema de saúde pública com impacto no desenvolvimento económico e social, representando uma causa de sofrimento humano e fonte de despesa considerável nos orçamentos dos sistemas de saúde.