Guimarães vai acolher Congresso de História para se debruçar sobre a Sociedade
Segunda-feira, Janeiro 16, 2017

Congresso Internacional “As Cidades na História”, sob o tema Sociedade, decorre entre 18 e 20 de outubro. Evento realiza-se de cinco em cinco anos em Guimarães.

Foi apresentado esta segunda-feira, 16, o Congresso Internacional “As Cidades na História”, que se vai debruçar sobre a Sociedade. Luís de Oliveira Ramos, presidente do Congresso, Maria Norberta Amorim, coordenadora, e Antero Ferreira, secretário-geral do Congresso, juntaram-se à vereadora Adelina Paula Pinto e ao presidente de Câmara, Domingos Bragança, para falar sobre o evento que decorre entre 18 e 20 de outubro de 2017.

“Discutir a evolução das cidades em contextos históricos e geográficos distintos, desde a cidade antiga à cidade do presente a caminho do futuro, com especial incidência nas cidades do mundo mediterrâneo”, disse o presidente da Câmara, para quem “é uma questão importante no contexto actual para se evitar cometer erros do passado”. O autarca disponibilizou toda a ajuda por parte da edilidade na realização deste congresso que, na sua última edição, contou com 100 participantes.

Com uma periodicidade de cinco anos, os congressos internacionais “As Cidades na História” apanharam a boleia da Capital Europeia da Cultura 2012 para reflectir sobre o tema “População”. “A cidade de Guimarães, património da Humanidade, apresenta-se como anfitriã apetecível para eventos desta natureza, não só pelas estruturas culturais de que dispõe, mas por toda a magia da sua envolvência urbana”, lê-se no documento de apresentação do evento, que destaca Guimarães como “importante plataforma desse desejável dialogo europeu”.

Segundo a organização, “nesta segunda edição pretende-se que o Congresso mantenha a sua identidade de partida, abordando a evolução das cidades em contextos históricos e geográficos distintos, desde a Cidade Antiga à Cidade do Presente a caminho do Futuro, com especial incidência nas cidades do mundo Mediterrâneo”.