Guimarães fora do galardão ECO XXI defende aposta mais localizada nas freguesias
Guimarães fora do galardão ECO XXI defende aposta mais localizada nas freguesias
Arquivo Reflexo
Quinta-feira, Dezembro 17, 2020

A Câmara Municipal de Guimarães não se candidatou ao galardão ECO XXI Bandeira Verde 2020 depois de nos últimos três anos ter sido considerado, de forma consecutiva, como o município mais sustentável do país.

Nos resultados dados a conhecer esta quinta-feira pela ABAE (Associação Bandeira Azul da Europa) não consta, então, o concelho de Guimarães entre os galardoados nem entre os sessenta municípios que fizeram a sua candidatura.

O Reflexo questionou a Câmara Municipal sobre esta decisão de não se candidatar ao projeto Eco XXI , sendo que o município indica que “entendeu chegar o momento de dar um outro passo na estratégia delineada para o desenvolvimento sustentável, reforçando o apoio a outros projetos”.

“O Município de Guimarães reconhece que é fundamental que se reforce a estratégia de transformação do local para o global, entendendo que neste caso o foco principal, nesta fase e do ponto de vista estratégico, deverá ser a aposta na transformação dos cidadãos, nomeadamente, através da adesão ao programa Eco-Freguesias, reconhecendo que as freguesias e outras instituições de proximidade desempenham um papel crescente na concretização de grandes desígnios globais, como os ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ONU, Agenda 2030), trazendo-os para o quotidiano das pessoas e das organizações”, dá conta o município ao nosso jornal.

Assim, entende a Câmara Municipal que nesta fase deve apostar de forma mais localizada, nomeadamente nas freguesias, “disponibilizando-se a comparticipar o valor da respetiva inscrição, como forma de incentivo”, tendo como foco “contribuir para mudanças mais efetivas e na promoção de eco-cidadãos”.

“Entendeu-se que após Guimarães ter sido distinguido como município mais sustentável durante três anos consecutivos, o Município deveria agora reforçar a sua aposta numa vertente mais local e próxima do cidadão (freguesia) procurando, como se espera, que Guimarães seja, uma vez mais, o município com mais freguesias distinguidas no prémio Eco-Freguesias XXI deste ano, procurando ter um novo número recorde de freguesias premiadas”, aponta o município, reforçando a ideia que “tem procurado outros instrumentos de monitorização internacionais”.