Guimarães, Autárquicas 2017, Razões para Mudar
Quinta-feira, Julho 27, 2017

No passado sábado realizou-se a festa de apresentação da Candidatura de André Coelho Lima a Presidente da Câmara Municipal de Guimarães. O Largo em frente à Sede do Município foi pequeno para a mobilização de mais de 2 mil pessoas que quiseram demonstrar o apoio e entusiasmo à candidatura da Coligação Juntos Por Guimarães, que hoje, como bem disse o seu líder, é já muito mais representativa e alargada do que a mera soma aritmética dos partidos que a compõem.

Foi sem dúvida um momento de grande importância que haveremos de recordar no futuro. Essencialmente porque demonstrou publicamente aquilo que muitos já vêm sentindo ao longo dos últimos quatro anos: o trabalho de proximidade permanente com os diferentes setores da sociedade Vimaranense, que André Coelho Lima promoveu à frente da Oposição, está a resultar numa crescente adesão a este movimento de mudança que disputará as próximas eleições autárquicas com os rostos de um poder envelhecido, protagonizado pelo Dr. Domingos Bragança. Poder este que não se consegue renovar, não tem ideias para o futuro, que se limita a gerir o dia a dia, a gerir os “casos” que se vão descobrindo na praça pública.

O Partido Socialista tenta desesperadamente esconder o mal estar e as lutas pelo poder interno; tenta disfarçar as ausências e recusas em integrar as listas autárquicas; anda a reboque da agenda política dos adversários – veja-se a necessidade apressada de realizar uma apresentação pública dos seus candidatos, em reação ao sucesso da iniciativa do passado sábado, ou recordemos ainda que não se conhece uma única proposta eleitoral do PS, somente comentários e reações às propostas da Coligação Juntos por Guimarães.

Em alternativa André Coelho Lima apresenta a suaestratégia para Guimarães, que traduzem uma visão Politica para o futuro do Concelho, alicerçada em propostas técnicas devidamente estudadas e fundamentadas.

Eis algumas Razões para Mudar:
1. “A Cidade do Futuro” que apresenta um conceito que promove de forma organizada a circulação de pessoas e automóveis, pedonalizando o Centro Histórico, mas criando alternativas válidas de circulação e estacionamento, que garanta conforto no acesso ao centro da cidade, revitalize o comércio e assegure a fixação de pessoas. Para isso foi assumido o compromisso de construção de um túnel urbano entre a Avenida Conde Margaride e a Avenida Afonso Henriques e de dois parques de estacionamento, um no Largo do Toural com capacidade para 500 lugares, e outro no Largo República do Brasil, com capacidade para 300 lugares.

2. “Interligar o Concelho”, aproximando a Cidade das suas Vilas e Freguesias, investindo na coesão territorial, projetando Guimarães para os próximos 30 anos, melhorando a qualidade de vida dos Vimaranenses, promovendo um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo. André Coelho Lima propõe melhorar a mobilidade com quatro avenidas urbanas (incluindo ciclovia e faixa dedicada a transportes públicos): Guimarães – Taipas; Guimarães – São Torcato; Guimarães – Pevidém; Circular Sul-Nascente. Estas ligações a par de uma revolução e investimento nos Transportes Públicos, pensados para servirem efetivamente as pessoas e a sua mobilidade e não somente a pensar na rentabilidade das carreiras.

3. “Atrair Empresas, Criar Emprego”, criando novas zonas industriais ou alargando as existentes. O objetivo é criar condições concretas, através de politicas ativas, para a captação de investimento e fixação de empresas que promovam a economia e gerem oportunidades de emprego. Apoiar a inovação, o empreendedorismo e evitar a deslocalização de empresas é fundamental para termos um Concelho que seja Bom para Viver, para Visitar, mas também para Trabalhar.

4. “Apostar no Desporto e na Cultura”, reforçando o apoio público aos Clubes e Associações, promovendo uma nova relação de parceria, estabilidade e Confiança com aqueles que são agentes principais na promoção do Desporto e da Cultura: Os Clubes, as Associações, os Artistas, os Atletas, os Dirigentes e Treinadores. A Autarquia deve apoiar, deve valorizar e capacitar os nossos agentes locais, não se deve substituir ou concorrer com eles. Muito foi feito nestas áreas, é inegável, mas muito ainda há por fazer. É possível fazer mais e melhor. Esse é o desafio. E nesse sentido a proposta que André coelho Lima apresentou de promover o Desporto para Todos, propondo-se pagar as inscrições federativas, seguros e exames médicos a todos os Atletas de formação do Concelho, para que ninguém fique de fora por razões económicas, é uma excelente proposta!

Estas são algumas das propostas que fundamentam e justificam a mudança em Guimarães ao fim de 30 anos do PS no poder. Não é só por razões de alternância política, embora a alternância para qualquer democrata é um argumento que não deve ser desprezado. Mas são essencialmente razões, argumentos que assentam numa nova e diferente visão para o futuro do nosso Concelho. Uma visão mais ambiciosa, que quer fazer de Guimarães a 3ª Cidade do país, mas que acima de tudo se preocupa com a melhoria da qualidade de vida dos Vimaranenses.

André Coelho Lima apresenta-se a estas eleições com a credibilidade pessoal e profissional que já conquistou há muito tempo fruto do seu trabalho. Tem capacidade de liderança e preparação técnica e politica, resultado de muitas horas de estudo e reflexão, de quem não acha que sabe tudo e teve a humildade de querer conhecer com detalhe o seu Concelho, as freguesias, instituições, de quem quis perceber os seus problemas e com diferentes equipas quis estudar as melhores soluções para o futuro de Guimarães. Não é contra ninguém, como é habitual ouvi-lo dizer, é acima de tudo, Por Guimarães e pelos Vimaranenses!