PUB
Espetáculo no Multiusos criou “imagem terrível e destrutível do que estamos a fazer”
Espetáculo no Multiusos criou “imagem terrível e destrutível do que estamos a fazer”
© Direitos Reservados
Segunda-feira, Outubro 12, 2020

A realização de um espetáculo de Stand Up Comedy no Pavilhão Multiusos, realizado no passado sábado, foi um dos temas debatidos de forma mais calorosa na reunião de câmara desta segunda-feira. Bruno Fernandes, líder da oposição, pediu responsabilidades e Domingos Bragança diz que, apesar de as normas terem sido cumpridas, o que se passou é incoerente.

Em causa está uma imagem que circula nas redes sociais em que a perspetiva da foto mostra uma sala cheia. Essa mesma foto despoletou várias reações nas redes sociais, que levaram a que o município reagisse em comunicado, suspendendo todos os espetáculos em todos os equipamentos culturais do concelho.

Antes da ordem do dia Bruno Fernandes, líder do Partido Social Democrata (PSD) de Guimarães, questionou Domingos Bragança instando-o a assumir a liderança do Gabinete de Crise e Transição Económica do município.

“O espetáculo no multiusos rompeu com o que está a ser praticado, atendendo a que anteriormente não foi permitida uma missa campal na Penha, por exemplo. Na gestão da pandemia não se pode aceitar esta falta de critério e de rumo. Tem de vir um exemplo de cima, como quando recebemos um mail na quinta-feira a dar nota que esta reunião de câmara se ia realizar por zoom porque a situação aconselha todas as cautelas. A câmara é gerida pelas redes sociais em função das reações?”, questionou Bruno Fernandes.

Numa primeira instância Domingos Bragança argumentou que as cooperativas municipais, neste caso a Tempo Livre, “do ponto de vista jurídico são responsáveis e o presidente da câmara não tem de andar atrás de cada presidente das cooperativas”.

Ainda assim, acabou por reconhecer que a imagem que este espetáculo passou é “terrível”. “Apesar do cumprimento integral das regras esta foi uma imagem destrutiva e terrível, destrutiva do que estamos a fazer. Temos feito um esforço enorme no dia-a-dia e isto não faz sentido. A imagem não corresponde exatamente ao que se passou, mas hoje reunir mil pessoas num pavilhão não está certo, mesmo cumprindo todas as medidas legais”, frisou o líder máximo do município.

Nos próximos dias Domingos Bragança vai reunir com a Comissão de Proteção Civil, sendo um dos assuntos debatidos será a suspensão dos espetáculos. Iniciativas como o Westway Lab e o Guimarães Jazz não estão, para já, em causa mas serão debatidas.