PUB
Escola Básica das Taipas aciona plano de contingência após aluno ter testado positivo
Escola Básica das Taipas aciona plano de contingência após aluno ter testado positivo
Sexta-feira, Setembro 25, 2020

Um aluno do Agrupamento de Escolas das Taipas, nomeadamente da Escola EB 2/3, escola sede do agrupamento, testou positivo à Covid-19, o que levou a escola a ativar o plano de contingência pré-estabelecido e todos os procedimentos inerentes.

A testagem positiva do referido aluno, do 9º ano de escolaridade, levou a que esta sexta-feira toda a turma ficasse em isolamento profilático.

“Foram acionados os meios necessários, o aluno testou positivo e hoje mesmo de manhã às 7horas os encarregados de educação estavam a ser avisados e a turma já não veio para a escola. A autoridade de saúde informou-nos da necessidade de isolamento profilático e vigilância ativa da turma, em confinamento na residência por volta da meia noite. Foi tudo desenvolvido com máxima celeridade, todos os pais foram contactados, têm informação para exercer vigilância ativa sobre os alunos que estiveram em eventual contacto com o aluno que testou positivo”, deu conta ao Reflexo João Montes, diretor do Agrupamento de Escolas das Taipas.

De resto, o responsável máximo do agrupamento escolar assegura que tudo foi e está a ser diligenciado com serenidade, aplicando os procedimentos que foram estabelecidos antes do regresso à escola e preparados até à exaustão.

As autoridades de saúde já se encontram a fazer o acompanhamento junto dos pais e alunos que estão em isolamento profilático, sendo que alunos e professores que possam ter convivido com o aluno infetado encontram-se em “vigilância passiva com medidas rigorosas de distanciamento e higienização até 2 de outubro”, mas continuando a sua atividade.

A escola já fez circular uma nota informativa pela comunidade escolar com toda a informação necessária, apelando à serenidade e à necessidade de prevenção por parte de todos. “É necessária total atenção de todos e automonitorização, contactando de imediato a escola e o SNS24 caso necessário. É Fundamental para que outras situações não ocorram, porque um aluno que ficou infetado antes da escola começar implicou o isolamento profilático de uma turma”, exemplifica João Montes.