Era uma vez uma escola-modelo…
Quinta-feira, Junho 13, 2019

…que vai ser inaugurada este mês, em Guimarães! A nova Escola Básica das Taipas, um investimento global que ronda os 9,5 milhões de euros, promete ser uma referência nacional no que ao seu nível de ensino diz respeito. Um novo conjunto de edifícios, bem equipados e com as áreas adequadas para a formação e crescimento educativo, ergue-se agora no centro da vila.

A EB 2,3 das Taipas, uma escola nova em folha, por decisão e insistência de Domingos Bragança, resulta de um investimento e de um esforço que vai melhorar muito a vida da comunidade escolar das Taipas, mas também dos alunos das freguesias de Sande S. Martinho, Longos, Sande Vila Nova, Sande S. Clemente, Sande S. Lourenço e Balazar, que pertencem à área geográfica do Agrupamento.

Mais do que uma EB 2,3, a nova escola vai servir a Comunidade, com um auditório de referência e um original pavilhão gimnodesportivo, com dois amplos ginásios no seu interior, divididos por uma bancada que serve os dois espaços desportivos. Um modelo prático, moderno, funcional, valorizado pelas suas entradas independentes que permitem promover a ligação da escola à comunidade e ao usufruto e benefício de toda a comunidade.

Ninguém, pois, ficará indiferente à nova escola de Ensino Básico das Taipas, cuja inauguração será um dos momentos altos do programa de comemorações do próximo “24 de Junho – Dia Um de Portugal”. Hoje, temos escolas com condições de excelência, modernas e renovadas nas suas infraestruturas, projetos inovadores, estando mais habilitadas para continuarem a formar, com rigor e exigência, as gerações do nosso concelho e do nosso país.

Afinal, a Escola é um ecossistema que deve fazer com que o aluno se sinta preparado para fazer parte da construção de uma sociedade de valores, daí também o permanente investimento da Câmara de Guimarães no setor da Educação, nas áreas artística, desportiva, ambiental, tecnológica ou de participação, contribuindo para a formação cívica e crescimento social dos nossos jovens, na diária missão de criarmos uma sociedade de relações democráticas e solidárias.

É na escola, principal meio de aquisição de conhecimento e de desenvolvimento de competências, que os nossos filhos têm de obter as qualificações profissionais e pessoais que necessitam para construírem o seu futuro e de um Portugal melhor, mais desenvolvido e sustentável.