PUB
“Encurtar distâncias” é o grande objetivo de António Carvalho
“Encurtar distâncias” é o grande objetivo de António Carvalho
Manuel Silva
Sexta-feira, Janeiro 19, 2018

O novo treinador do Taipas, António Carvalho, está consciente da elevada competitividade da divisão pró-nacional mas, mostra-se confiante, relativamente à qualidade do plantel taipense, para conquistar os três pontos, jornada a jornada.

O Clube Caçadores das Taipas apresentou, em conferência de imprensa, o seu novo treinador, António Carvalho.

O presidente do Clube, João Pedro Ribeiro, começou por justificar a saída de Vítor Pacheco, treinador que se encontrava no Clube há um ano e a quem as coisas não estavam a corre como o Clube pretendia. “As coisas não estavam a correr bem, principalmente neste último mês e meio. No 94º aniversário do Clube éramos lideres e, desde então, fomos caindo por ai abaixo”, disse João Pedro Ribeiro.

O presidente da coletividade taipenses revelou ainda que António Carvalho foi escolhido para assumir o cargo deixado por Vítor Pacheco a partir de um leque de várias hipóteses que foram apresentadas e que se trata de “um regresso à casa onde já trabalhou durante três épocas e onde venceu uma Taça da AF Braga”.

João Pedro Ribeiro considera que apesar de se tratar de uma entrada a meio da temporada “ainda há tempo para cumprir com os objetivos propostos”. Do novo treinador, a Direção taipense espera que “mexa com o plantel, que coloque o plantel novamente alegre e, principalmente, na senda das vitórias”.

Por seu turno, António Carvalho, revelou ser uma “alegria enorme” ter regressado ao Taipas e disse conhecer o plantel que terá à sua disposição vincando mesmo ter sido essa “umas das grandes razões” que o levaram a aceitar este novo desafio. “Tive a oportunidade de ver o Taipas jogar duas vezes e gostei muito da equipa. Tem jogadores que eu já conheço e ontem (4ªfeira) no primeiro treino, deu para ver que há qualidade. Então, vamos tirar partido disso. Estamos a 12 pontos do primeiro classificado e a 10 do segundo e eu não quero que ninguém atire a toalha ao chão porque, quem o fizer, só tem um caminho a seguir, que é ir embora. É sinal que não acredita. Falei com os jogadores sobre esse aspecto e disse-lhes que têm de estar focados no campeonato. Faltam disputar 15 jogos, estão 45 pontos em jogo e nós vamos tentar encurtar distâncias. É esse o nosso grande objetivo.”

Relativamente ao estado em que encontrou o plantel no plano mental e anímico, António Carvalho diz ter notado algum descredito por parte dos jogadores, situação que diz, vai tentar inverter. “Nem tudo correu mal com o Vítor Pacheco. Vou tentar aproveitar o que foi feito de bom e colocar o meu cunho pessoal” disse a este propósito.

Sobre a divisão pró-nacional, António Carvalho diz ser um campeonato “muito competitivo. Vai ser muito difícil mas, com trabalho, com os jogadores focados e comprometidos, acho que podemos encurtar distâncias”.