Dois séculos de termalismo nas Taipas evocados no Dia dos Monumentos
Dois séculos de termalismo nas Taipas evocados no Dia dos Monumentos
Terça-feira, Abril 17, 2018

Integrada no programa do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que se assinala no dia 18 de abril, irá realizar-se uma visita guiada pelos balneários termais da vila de Caldas das Taipas. A visita será orientada por António José Oliveira.

Assinalando o início do período de crescimento da indústria do termalismo na vila de Caldas das Taipas, que corresponde também ao período de maior desenvolvimento na localidade, será promovida esta quarta-feira, 18 de abril, a iniciativa “Dois Séculos de Património Termal nas Taipas (1818-2018)”.

Esta atividade insere-se no programa nacional dos Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que este ano tem como tema “Património Cultural: De Geração Em Geração”. A iniciativa é uma promoção conjunta da Junta de Freguesia de Caldelas e da cooperativa Taipas Turitermas.

A partir das 16.30 horas, António José Oliveira coordenará uma visita guiada a alguns dos pontos mais representativos dos 200 anos da atividade termal na vila. O objetivo desta iniciativa será recordar, conhecer e visitar o património turístico e termal da vila, com uma visita guiada aos balneários termais de Caldas das Taipas. A partida será feita na Junta de Freguesia de Caldelas.

Outras atividades em Guimarães

Ainda inserido no programa do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, há outras iniciativas que se irão desenvolver no concelho a este propósito.

No Paços dos Duques de Bragança será feita uma projeção multimédia acerca das as ações de salvaguarda e divulgação do património à guarda deste monumento. Iniciativa marcada para as 10 e 17.30 horas. Para o público escolar realiza-se a atividade “Da Vila de Cima à Vila de Baixo”.

Ainda no Paço será apresentado um espetáculo de marionetas intitulada “O Afonso e a Constança, primeiros duques de Bragança”, também destinada ao público escolar. Sessões marcadas para as 10.30h; 11.15h e 14.30h.

Outra sessão de teatro de marionetas, mas desta vez no Museu Alberto Sampaio, está marcada para as “”. A história resume a vida vida conventual das freiras de Santa Clara. No final da apresentação o público infantil, dos 3 aos 8 anos, será convidado para uma visita guiada pela Sala de Santa Clara, onde se conserva o espólio proveniente deste convento de Guimarães.

Na Sociedade Martins Sarmento, no dia 21 de abril, será feita uma evocação ao estudo sobre uma primeira edição da obra “A Ora Marítima”, segundo a perspetiva de Francisco Martins Sarmento. A sessão contará com a presença de Francisco Brito, Gonçalo Cruz e João Paulo Braga. A sessão decorrerá no Salão Nobre da Sociedade Martins Sarmento, no dia 21, pelas 15.30 horas.