PUB
Décima edição do GUIdance começa hoje e faz regressar a Guimarães coreógrafas importantes
Décima edição do GUIdance começa hoje e faz regressar a Guimarães coreógrafas importantes
Direitos Reservados
Quinta-feira, Fevereiro 6, 2020

Onze espetáculos, dos quais seis são estreias. Arranca esta quinta-feira a décima edição do GUIdance, o Festival Internacional de Dança Contemporânea promovido pel’A Oficina com um programa recheado de atrações.

A edição 2020 do GUIdance promove quatro estreias nacionais e duas absolutas. Destaques para o regresso de algumas importantes coreógrafas que assinaram momentos fundamentais na história dos primeiros nove anos de existência deste festival que  arranca na quinta-feira, 6 fevereiro, com o regresso de Tânia Carvalho ao palco do grande auditório do CCVF. Na noite seguinte atuam Vera Monteiro e Jonathan Uliel Saldanha. A primeira semana do GUIdance termina no sábado, dia 8 fevereiro, com mais dois espetáculos: “Rite of Decay” de Joana Castro e “Company outwitting the devil”, do estreante em Portugal Akram Khan.

Na segunda semana atua novamente Vera Mantero, apresentando “Os serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional”, e Marlene Monteiro Freitas apresenta “Bacantes – prelúdio para uma purga”, na noite do dia 13 de fevereiro. A 14 de fevereiro, será a vez de Sofia Dias & Vítor Roriz tomarem conta do palco do pequeno auditório do CCVF, para apresentarem “O que não acontece”. No sábado registam-se três espetáculos: “Caixa para guardar o vazio”, “Dias contados” e  “The rite of Spring + Henry MIchaud: mouvements”.

A décima edição do GUIdance termina com outra estreia nacional, através de Naif Production, que apresentará “Des gestes blancs”. Com um orçamento de 175 mil euros, serão onze espetáculos que vão passar pelos palcos do CCVF e do CIAjG entre 6 e 16 de fevereiro. Como complemento a este festival decorrerão diversas masterclasses e outras atividades de formação.