PUB
De volta à estaca zero
Quinta-feira, Setembro 18, 2008

A temporada ainda agora começou e já se especula quem será o campeão nacional. Este ano, mais do que nunca, parece-me que as equipas estão mais apetrechadas de jogadores de grande qualidade.

É com muita pena minha que vejo o V.S.C. fora da liga dos campeões. Os casos polémicos já começam a surgir e podemos verificar isso mesmo com o que sucedeu ao Vitória, na segunda mão da pré-eliminatória contra o Basileia. Mas o V.S.C. é um clube de conquistadores e não será certamente uma pedra no sapato que irá impedi-los de fazer uma época tão deliciosa como pudemos saborear na época transacta.

Muitas equipas aparecem renovadas. Neste momento, tenho que destacar a equipa do S.C.Braga que me parece um potencial candidato ao título nacional. Não sei se me vou enganar por muito mas o S.C.Braga com o que tenho visto, durante os jogos de preparação, será uma equipa muito arrojada. O Sr. Jorge Jesus é dos treinadores que mais aprecio do campeonato português, apesar de ser muito irreverente também me faz crer que tem as suas ideias bem vincadas e que é capaz de dominar um balneário. Não sei ao certo o porquê da saída de Wender do plantel mas, se foi por um acto de indisciplina o Sr. Jorge Jesus merece todos os meus elogios.

Apesar de não ser grande adepto do S.L.B, gostaria que este ano o S.L.B. fosse uma equipa muito competitiva para que o campeonato português pudesse subir para um patamar mais elevado tanto ao nível interno como nas competições europeias. Sem dúvida que neste defeso o S.L.B. fez contratações formidáveis, trouxe jogadores de grande potencial e agora resta a parte mais difícil que é pô-los a jogar como equipa. Não conheço profundamente a metodologia de treino do Sr. Quique Flores mas pelas suas declarações tenho a ideia que dá demasiada importância ao desenvolvimento das capacidades físicas no início de temporada em detrimento do desenvolvimento integral da equipa. Quando digo desenvolvimento integral refiro-me a todo um conjunto de elementos indissociáveis – condicionais, cognitivos, coordenativos, sócio-emocionais e psicológicos.

Por sua vez, o S.C.P. é das equipas que mais me surpreende neste momento e espero que seja capaz de ser constante durante toda a época. O S.C.P. é neste momento a equipa que mais me agrada ver jogar, principalmente porque aprecio as equipas que tentam provocar o erro do adversário utilizando a pressão como forma de recuperar mais rapidamente a bola.

O F.C.P. despensa de apresentações, é o campeão em título mas não começou muito bem a sua temporada. Segundo a minha perspectiva, o F.C.P. perdeu uma supertaça mais por demérito do que propriamente mérito do adversário. O F.C.P. vale sobretudo por ser uma equipa constante mas espero mais. Não nos podemos esquecer que o investimento do F.C.P foi quase tão elevado como o do S.L.B, com a vantagem que tem uma estrutura montada dos anos anteriores. Certamente, os oitavos de final da liga dos campeões não serão suficientes para salvar uma época, os portugueses estão a espera de mais e com grandes exibições.

Visto isto, acho de abordamos os candidatos a discussão de um lugar na liga dos campeões. Poderemos ser surpreendidos com a entrada de outras equipas no lote dos concorrentes mas certamente iremos ficar por aqui.