Curta de Luís Campos é a vencedora do Shortcutz Guimarães 2017
Curta de Luís Campos é a vencedora do Shortcutz Guimarães 2017
© Direitos Reservados
Quinta-feira, Dezembro 21, 2017

“Carga”, filme realizado por Luís Campos, é a melhor curta-metragem do ano no Shortcutz Guimarães. A decisão do júri foi anunciada na sessão de entrega de prémios que aconteceu esta quarta-feira, 20, na sede do Cineclube de Guimarães, encerrando o ano de programação do micro-festival que no ano passado chegou à cidade.

“Marasmo”, com dois prémios, foi a obra mais galardoada deste ano num palmarés diversificado, que sublinhou os méritos de seis filmes, informa a comunicação do festival.

A obra de Luís Campos foi exibida no Shortcutz Guimarães na sessão de Outubro. Era um dos 14 filmes em competição pelo prémio de melhor curta do ano, recebendo 500 euros, fruto do financiamento que o Cineclube de Guimarães e o Município de Guimarães deram ao Shortcutz na cidade em 2017 – e que foi recentemente renovado por mais um ano.

“Carga” é um filme de 2016, com argumento do seu realizador, Luís Campos, fotografia de Victor Carvalho, som de Maurício D’Orey e edição de Romeu Pinto. Nele, dois rapazes são forçados a tomar parte activa no tráfico de substâncias ilícitas numa pequena vila piscatória. Quando o mais velho prepara um plano de fuga, o mais novo vê-se obrigado a lidar com as adversidades de ser deixado para trás.

Num palmarés particularmente diverso, fruto da qualidade dos filmes em competição ao longo deste ano, a curta-metragem mais premiada foi “Marasmo”, obra de Gonçalo Loureiro, que recebeu o prémio de melhor realizador (ex-aqueo com Gonçalo Almeida, por “Condrong”), bem como o galardão para melhor actor, entregue a Carlos Sebastião. A melhor actriz foi Margarida Moreira, pelo seu papel em “A instalação do medo”, de Ricardo Leite.

A viagem ao universo das rádios pirata dos anos 1980, escrito por Pedro Marques para o filme “78.4 Rádio Plutão”, de Tiago Amorim, venceu o prémio para o melhor argumento.

Pela primeira vez, o Shortcutz Guimarães atribuiu este ano um Prémio do Público. Ao longo das sete sessões competitivas, os espectadores tiveram a possibilidade de valorar os filmes exibidos. O vencedor deste galardão foi “De gente se fez história”, filme de Inês Vila-Cova com uma classificação de 4,4 pontos em 5 possíveis.

Os filmes premiados em 2017 pelo Shortcutz Guimarães serão exibidos novamente numa sessão especial agendada para 25 de Janeiro.

Os prémios da edição 2017 do Shortcutz Guimarães – à excepção do prémio do público – foram decididos pelo júri constituído por Luísa Alvão, produtora, e Samuel Silva, jornalista, os dois elementos da equipa de organização local do Shortcutz, bem como o presidente do Cineclube de Guimarães, Carlos Mesquita, Luísa Sequeira, programadora cultural e realizadora e Eduardo Brito, fotógrafo, argumentista e realizador.