PUB
Covid-19: Unidade de Rastreio no Pavilhão Multiusos operacional dentro de quatro a cinco dias
Covid-19: Unidade de Rastreio no Pavilhão Multiusos operacional dentro de quatro a cinco dias
DR
Segunda-feira, Março 23, 2020

Numa reunião de câmara diferenciada, pela primeira vez realizada por videoconferência em virtude da pandemia Covid-19, Domingos Bragança, presidente do município, informou que a Unidade de Rastreio que será instalada no Pavilhão Multiusos de Guimarães estará operacional dentro de quatro a cinco dias.

Esta foi a principal nota de destaque de uma reunião em que participaram apenas os membros do executivo. De resto, foi impossível escapar ao tema dominante da atualidade, pelo que antes da ordem do dia a principal discussão centrou-se em torno do novo Coronavírus.

André Coelho Lima fez várias sugestões, propondo que Guimarães apresente diariamente números da incidência do Covid-19, a exemplo do que acontece noutros concelhos, e solicitou a criação de uma unidade de rastreio em contexto não hospitalar. O vereador pediu ainda medidas de imposição do confinamento, sugerindo que as forças municipais, designadamente a Polícia Municipal, possa contribuir para esse objetivo.

Bruno Fernandes, líder do PSD de Guimarães, mostrou-se solidário com todo o trabalho que seja desenvolvido para travar a pandemia,revelando-se, ao mesmo tempo, preocupado com os alunos sem meios informáticos para seguir as tarefas propostas por várias escolas. Bruno Fernandes sugeriu ainda a criação de Gabinete de Crise que possibilite antecipar os impactos na economia do concelho.

António Monteiro de Castro, vereador eleito pelo CDS, reforçou uma ideia defendida por André Coelho Lima, referente à coordenação e acompanhamento dos planos de contingência dos lares de idosos do, defendendo que o município deveria prestar auxílio, recolhendo junto das entidades nacionais da área da saúde e da segurança social, informação para melhorar os procedimentos a ter no funcionamento destes importantes equipamentos sociais de elevadíssimo risco.

Em resposta a estas intervenções, Domingos Bragança fez um balanço das medidas adotadas até agora, reforçando a ideia de que todos são necessários nesta luta. “Temos que contar com todos, ninguém é dispensado. Sabemos que há quem tenha que estar no terreno, como os profissionais de saúde, as forças de segurança, os voluntários, as juntas de freguesia e os que garantem os serviços básicos de apoio aos cidadãos, para que a vida em sociedade funcione. Mas contamos também com todos que têm que ficar em casa, fazendo assim a sua parte”, frisou.

Para além da instalação da Unidade de Rastreio a ser implementada no Pavilhão Multiusos, Domingos Bragança anunciou ainda a criação de um gabinete de crise para a economia, no âmbito das CIM do Ave e do Cávado, que irá funcionar regionalmente.