PUB
Covid-19: processos dos serviços municipais de urbanismo passam a ser tratados digitalmente
Covid-19: processos dos serviços municipais de urbanismo passam a ser tratados digitalmente
Quarta-feira, Abril 8, 2020

A Câmara Municipal de Guimarães está a proceder à migração dos processos referentes aos serviços de urbanismos de papel para digital, uma medida que entra em vigor na próxima segunda-feira, 13 de abril, independentemente da fase em que cada processo se encontre.

“Caso o processo se encontre na fase da “arquitetura”, deverá migrar para o formato digital com a apresentação de toda a “arquitetura” devidamente organizada e elaborada conforme as regras do processo digital. Se o processo estiver na fase das “especialidades”, deverá migrar para o formato digital com a apresentação de todas as “especialidades” devidamente organizadas e elaboradas conforme as regras do processo digital, mantendo-se a “arquitetura “em papel”. Se o processo estiver na fase da “emissão de alvarás”, deverá migrar para o formato digital com a apresentação de todos os “pedidos de emissão” devidamente organizados e elaborados conforme as regras do processo digital, mantendo-se a “arquitetura “ e as “especialidades” em papel”. Se o processo estiver em fase de informação prévia e for necessário responder a notificação municipal, deverá migrar todo o processo para formato digital”, anunciou o município.

O objetivo desta medida passa por ter uma maior capacidade resposta nesta fase pandémica, sendo este serviço capaz de responder às suas obrigações. Mas, ao mesmo, serve também para lançar bases para o futuro, uma vez que os novos processos passarão a ser admitidos apenas digitalmente.