PUB
Covid-19: plataforma municipal de e-commerce pronta a entrar no mercado
Covid-19: plataforma municipal de e-commerce pronta a entrar no mercado
© Luís Vaz/CMG
Quarta-feira, Abril 22, 2020

A plataforma de e-commerce idealizada pela Câmara Municipal de Guimarães para servir gratuitamente os comerciantes vimaranenses está pronta a entrar no mercado. Ricardo Costa, vereador municipal, deu conta disso mesmo na última reunião de câmara, referindo que a sua implantação ocorrerá em breve.

Este tema foi já abordado por Domingos Bragança em reunião de câmara anteriormente, referindo-se a este projeto como um quiosque eletrónico. Ricardo Costa referiu que graças a um processo de aceleração da transformação digital pensada pelo município foi possível num curto espaço de tempo avançar para a sua operacionalização imediata.

“A plataforma que temos vindo a trabalhar já desde janeiro, o e-commerce, é uma plataforma que visa responder ao comércio tradicional, mas não só. Visa responder ao mundo artístico, lojas de fábrica e todos os serviços que podem ser incorporados em produtos ‘made in Guimarães’. A plataforma está pronta a entrar no mercado, é uma questão de articular com o Presidente de Câmara e com o Gabinete de Crise porque está preparado”, disse.

O anúncio foi feito aquando da explanação das medidas que estão a ser trabalhadas pelo município para fazer face aos efeitos da pandemia na economia. De resto, tal como prometido, o PSD apontou medidas para que o comércio tradicional possa ser auxiliado.

“É fundamental a Câmara Municipal de Guimarães lançar um fundo de apoio ao comércio tradicional que permita assegurar uma linha de financiamento sem juros, com prazos de reembolso de cinco a dez anos, com volume de financiamento a rondar os 20mil euros, essencialmente destinado ao apoio de tesouraria porque este setor tem uma importância muito relevante e entendemos que a câmara deve complementar os apoios que já existem do governo”, disse o vereador Ricardo Araújo.