PUB
Covid-19: “momento de felicidade” no Lar Alcide Felgueiras com o início da vacinação
Sexta-feira, Janeiro 22, 2021

Teve início esta sexta-feira o processo de vacinação contra a Covid-19 no Lar Alcide Felgueiras, do Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa, a estrutura residencial para idosos do Centro Social das Taipas.

Com a azáfama de um dia diferente, foram administradas mais de uma centena de doses da vacina a um total de 113 pessoas, nomeadamente 58 utentes e 55 colaboradores. A diretora técnica Susana Martinho carregou o simbolismo de ser a primeira vacinada num “momento de felicidade” para a instituição, segundo Ricardo Costa.

O presidente da direção do Centro Social das Taipas acompanhou o arranque da vacinação, juntamente com o tesoureiro Ricardo Mota, dando voz ao sentimento de esperança que este momento constitui.

“Este momento de vacinação constitui um misto de significados. Primeiro partimos com uma expetativa para perceber como é que as coisas vão correr daqui para a frente, porque temos a instituição com zero casos de Covid-19, o que é importante uma vez que só assim podíamos iniciar o processo de vacinação. Depois gera também expetativa pelos nossos colaboradores e pelos nossos seniores”, referiu Ricardo Costa ao Reflexo.

O líder máximo da instituição considera que a vacinação reveste-se de enorme significado quer para utentes quer para colaboradores. “Pelos utentes e pelos colaboradores este é um dia muito importante, porque isto funciona como uma espécie de desconfinamento depois de um ano de trabalho árduo por parte de todos os colaboradores, que estão de parabéns. Mas também pelos nossos seniores, que estão num processo de proteção total, em que não há relação interpessoal entre eles estando confinados nos quartos. Obviamente que têm as suas televisões, o seu conforto, mas não é igual e eles têm de se relacionar. Isto vai permitir que comecem a relacionar-se, a conviver”, sublinhou.

Por estes factos Ricardo Costa olha para todo este processo, que agora se inicia, como um “momento de alegria e de felicidade” para todos. “Trata-se de um momento importante e que traz ainda mais responsabilidade. É um momento que tinha de acontecer, ainda bem que acontece, o que esperamos é que no fundo se comece um regresso à normalidade que estes idosos já não têm há um ano “, acrescenta.

Dentro de 21 dias está programada a administração da segunda dose da vacina para que o processo de vacinação fique completo no Lar Alcide Felgueiras.