PUB
Covid-19: mercado hortícola não se realiza, ecovia, cemitérios e parques de lazer fechados
Covid-19: mercado hortícola não se realiza, ecovia, cemitérios e parques de lazer fechados
DR
Sexta-feira, Março 27, 2020

O mercado hortícola que estava previsto realizar-se na próxima segunda-feira no recinto da feira das Taipas está cancelado ao abrigo da ativação do Plano Municipal de Emergência. Tal medida foi tomada por Domingos Bragança, após reunião com a Comissão Municipal de Proteção Civil esta sexta-feira.

Este Plano Municipal de Emergência implica novas restrições aos vimaranenses, nomeadamente o encerramento da ecovia/ciclovia, encerramento de todos os parques de lazer do concelho, municipais ou das freguesias, encerramento dos cemitérios municipais e das freguesias (exceto para a realização de funerais), e suspensão de todas as feiras semanais de todo o território municipal, incluindo nestas os pequenos mercados de venda de produtos alimentares, de origem animal ou vegetal.

É nesta última medida que entra o cancelamento do mercado da próxima segunda-feira. Neste sentido, o Reflexo apurou que o Posto Territorial da Guarda Nacional Republicana (GNR) das Taipas, em articulação com a hierarquia desta força de segurança, analisou toda a logística envolvendo a realização do mercado de venda de produtos hortícolas, numa situação de controlo do Covid-19. Desta realidade foi dada conta às entidades competentes.

Mesmo estando prevista a restrição do número de pessoas no espaço, através da vedação e recurso a segurança privada no interior, seria impossível prever a afluência popular e, por consequência, o aglomerar junto à entrada.
Acresce o facto de os feirantes do retalho estarem contra a realização do mercado de produtos hortícolas, não compreendendo a proibição de determinados produtos e diferente postura em relação a outros, podendo aproveitar a realização do referido mercado para se manifestarem.

A ativação do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Guimarães é justificada pelo município dado o “aumento de casos de infeção no Distrito de Braga e no Concelho de Guimarães e pela iminência de uma situação de acidente grave provocada pela infeção do Coronavírus”.

As medidas referidas entram em vigor a partir das 00h00 deste sábado, 28 de março.

Nota: Notícia revista e atualizada às 10h10min (28/03/2020)