PUB
Comissão Administrativa Provisória da Escola Secundária merece louvor
Comissão Administrativa Provisória da Escola Secundária merece louvor
Paulo Dumas
Quinta-feira, Agosto 29, 2019

Assinado pelo presidente do Conselho Geral, o louvor foi publicado em Diário da República enaltecendo “novo olhar sobre as políticas educativas capazes de abrir diferentes perspetivas para o futuro” da equipa de Agostinho Guedes.

Durante o ano letivo de 2018/2019, a Escola Secundária de Caldas das Taipas foi dirigida por uma Comissão Administrativa Provisória indicada pelo Ministério da Educação, em virtude de o processo de eleição do sucessor de José Augusto Araújo não ter sido conclusivo.

A equipa de Agostinho Guedes chegou a Caldas das Taipas em junho de 2018. A comissão provisória era ainda composta José Cardoso, que ocupou o cargo de vice-presidente e Mário Esteves Alves que esteve responsável pela área pedagógica.

O mandato correspondia a um ano letivo, ao que se seguiu um novo processo de eleição para a direção da escola. Celso Lima tomou posse no passado mês de julho, recebendo o testemunho da anterior equipa diretiva.

Na altura de cessação de funções o Conselho Geral da escola, liderado pelo seu presidente Manuel Fernandes, fez publicar um louvor à equipa de Agostinho Guedes e que foi publicado na edição do Diário da República de 28 de agosto.

Em representação de toda a comunidade educativa, o presidente do Conselho Geral, sublinha no texto do louvor “o profissionalismo e responsabilidade nos campos administrativo, financeiro e pedagógico e, também, ao nível dos relacionamentos interpessoais e humanos”.

No texto de enforma o louvor agora publicado, são ainda enaltecidas as qualidades de “pugnar pelo bem -estar e valorização pessoal e profissional da comunidade”, classificando a anterior direção da escola como “um exemplo inspirador e uma fonte de motivação para todos os que com ela trabalharam”.