PUB
CO Campelos indignado com avaliação técnica de muro que ameaça ruir
CO Campelos indignado com avaliação técnica de muro que ameaça ruir
Sexta-feira, Outubro 9, 2020

O Clube Operário de Campelos viu ser-lhe atribuído um subsídio em reunião de câmara, para realizar uma intervenção num muro de sustentação do campo de jogos, mas a verba atribuída pelo município é insuficiente.

Depois de inaugurado o relvado sintético há sensivelmente meio ano, o clube debate-se agora com um muro que ameaça ruir. O Departamento de Obras Municipais já esteve no local a avaliar a situação, tendo sido atribuído um subsídio por parte do município no valor de sensivelmente 4500 euros, mais precisamente €4.560,69.

É precisamente a avaliação técnica da Câmara Municipal que está a gerar indignação no clube, uma vez que a verba é insuficiente. “Trata-se de um muro com 60 metros e que varia entre 2,20 metros e 4,20 metros de altura. Para se fazer o muro têm de ser tirados os ferros que seguram a rede e depois voltar a colocá-los, assim como a rede, por isso, o dinheiro não chega”, começa por expor José Pimenta, presidente do clube, acrescentando que nas avaliações feitas pelo CO Campelos são necessários 8mil euros para realizar a intervenção.

Agastado com a situação, José Pimenta deixa claro que não está contra Domingos Bragança nem Sérgio Castro Rocha, apenas não compreende a avaliação que foi feita por parte dos técnicos do Departamento de Obras Municipais. “Não estou contra o presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, nem contra o presidente da Junta de Freguesia de Ponte, Sérgio Castro Rocha, muito pelo contrário, estou é contra os técnicos e contra esta avaliação que foi feita. Com esse dinheiro os técnicos que façam o trabalho que há ali a fazer, que façam o muro. Que arranjem um empreiteiro que faça aquilo por 4500 euros”, desabafa.

O líder máximo do Campelos relembra o papel que o clube tem tido junto de outras coletividades, nomeadamente disponibilizando as suas instalações. “As meninas do Vitória, do futebol feminino, têm utilizado o espaço, o Campelos é a filial n.º1 do Vitória, andam lá miúdos também do Pevidém a treinar e agora vão também treinar os árbitros do Núcleo de árbitros de Futebol de Guimarães”, frisou José Pimenta ao Reflexo.