Citânia Viva evoca data da morte do arqueólogo Francisco Martins Sarmento
Citânia Viva evoca data da morte do arqueólogo Francisco Martins Sarmento
© Direitos Reservados
Quinta-feira, Julho 25, 2019

A passagem dos 120 anos do falecimento do investigador fará parte do programa da edição de 2019 da Citânia Viva, que acontecerá na Citânia de Briteiros a partir de sexta-feira, 26 de julho.

Fim de semana de 26 e 27 de julho decorrerá  a 14.ª edição da “Citânia Viva”, encenação histórica que tem como cenário o antigo castro da Idade do Ferro, monumento nacional. A edição de 2019 coincide com a passagem dos 120 anos da morte do arqueólogo Francisco Martins Sarmento.

O evento aposta no envolvimento a comunidade local e lança também o convite ao público que visita a citânia nesta altura.

No dia 26 (sexta-feira), realizar-se-á uma caminhada encenada por Luís Almeida, com partida às 19h00 do Museu da Cultura Castreja, instalado no Solar da Ponte, que foi a casa de Francisco Martins Sarmento, em Salvador de Briteiros.

Percorrendo o trajecto entre o Museu e as margens do rio Febras, os caminhantes dirigir-se-ão a vários pontos de interesse e significado histórico e local, nomeadamente uma breve passagem pela Casa da Igreja e a visita ao jazigo de Sarmento.

No final da caminhada será apresentada música tradicional através da colaboração do grupo de Cantadeiras da Casa do Povo de Briteiros, seguindo-se uma refeição ligeira.

No dia 27 (sábado), pelas 10h00, na acrópole da cidade proto-histórica, decorrerá uma actividade de “arqueologia experimental”, de participação livre, que consistirá na reposição das coberturas de colmo das casas reconstruídas da Citânia de Briteiros.

Na parte da tarde, pelas 16h30, no Museu da Cultura Castreja, no Solar da Ponte, realizar-se-á uma sessão evocativa dos 120 anos da morte de Francisco Martins Sarmento, com uma conferência proferida pela Drª Isabel Silva (Directora do Museu D. Diogo de Sousa) e um momento musical, pela Professora Isabel Azevedo que executará um pequeno repertório da época do homenageado.

No mesmo dia, a partir das 19H00, a Citânia abre as suas portas aos visitantes na Casa da Recepção junto da qual será servido um “Jantar Castrejo” em ambiente encenado e pontuado com a actuação do grupo de danças orientais “Shemoves”.

À noite, pelas 21h30, terá lugar um espectáculo de teatro intitulado “A Comédia da Marmita”, de Plauto, pela companhia Nova Comédia Bracarense, com encenação de José Barros.

A 14.ª edição da Citânia Viva 2019 é uma organização da Casa do Povo de Briteiros e que conta com os apoios da Câmara Municipal de Guimarães e da Junta da União das Freguesias de Briteiros Salvador e Santa Leocádia.

Produção executiva e apoio científico de Daniela Cardoso e Gonçalo Cruz (Sociedade Martins Sarmento).